FÓSSIL DE DENTES EM ISRAEL PODE MUDAR TEORIA DA EVOLUÇÃO HUMANA. (comentado)

Fósseis de dentes de 400 mil anos podem mudar a teoria da evolução humana, segundo arqueólogos israelenses que o encontraram.

Os pesquisadores da Universidade de Tel Aviv acreditam que os dentes seriam de seres humanos modernos, tornando o fóssil a mais antiga evidência da existência de um Homo sapiens.

A teoria aceita atualmente é a de que os Homo sapiens se originaram na África há cerca de 200 mil anos antes de se espalhar pelo mundo.

Os fósseis de dentes foram encontrados durante as escavações da caverna de Qesem, um sítio pré-histórico encontrado em 2000 a 12 quilômetros ao leste de Tel Aviv.

A descoberta foi relatada em um artigo publicado na revista especializada “American Journal of Physical Anthropology”.

Paradigmas

O coordenador do estudo, Avi Gopher, diz que mais pesquisas são necessárias para comprovar a teoria de seus pesquisadores, mas afirma que a descoberta tem o potencial de mudar o conceito da evolução humana.

“A datação da caverna mostra que a presença do Homo sapiens nesta parte do mundo é mais antiga do que as outras evidências que tínhamos até então”, afirma Gopher.

“Esta conclusão pode ser de grande importância, porque pode ser a primeira evidência para mudar alguns dos paradigmas que usamos em termos da evolução humana”, diz o pesquisador.

A equipe da Universidade de Tel Aviv analisou os fósseis com raios X e tomografias computadorizadas. A datação foi feita com base na análise da camada de terra na qual eles foram encontrados.

Segundo a teoria aceita atualmente, os humanos modernos e os neandertais se originaram de um ancestral comum que vivia na África há cerca de 700 mil anos.

Um grupo que migrou para a Europa se desenvolveu nos neandertais antes de serem extintos. Outro grupo, que permaneceu na África, teria gerado os seres humanos modernos, ou Homo sapiens.

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/bbc/851707-fossil-de-dentes-em-israel-pode-mudar-teoria-da-evolucao-humana.shtml

.

RESENHA DO AUTOR

Para aqueles que tem dúvidas quanto a evolução humana, e até mesmo aqueles que conhecem mas de alguma forma tentam distorcer as informações trazidas por reportagens como essa eu a interpreto como uma reportagem excelente com um conteúdo extremamente rica do ponto de vista explicativo.

O dente encontrado contém características comuns com os dentes tanto de Neandertais, quanto dos Homo sapiens, nós.

Os Neanderthais compõem uma linhagem evolutiva irmã a de nós, seres humanos. Não se sabe se esse dente é realmente de um Neanderthal ou de um Homo sapiens arcaico.

Isso significa que nada é definitivo.

Entretanto, não é de surpreender se esse dente for caracterizado como humano. Caso isso ocorra – e eu espero que ocorra- , é uma demonstração evidente de que nossa espécie surgiu muito antes do que pensávamos, e esse é o primeiro registro fóssil que demonstra esse alongamento do nosso tempo de vida aqui na Terra.

O fundamental é que a partir dessa confirmação os pesquisadores busquem novos registros que preenchem esse período de tempo, encontrando fósseis, por exemplo de  de 300 mil anos.

Um exemplo disso é o que acontece com a disputa para ver quem esta certo no que se refere a colonização das Américas.

Inicialmente acreditava-se que a colonização das Américas do Sul tinha sido feita por um grupo de indivíduos que aqui chegou através do estreito de Beringer  a 12 mil anos. Essa é a proposta de  Clovis, que os americanos propuseram.

Hoje, diversos grupos de pesquisas brasileiros, apresentam registros de que mais de um povo chegou até as Américas e com diferentes datações, alguns dizendo que o primeiro encontro teria sido a 15 mil anos, outros registros apontam para 32 mil anos e até para 100 mil anos como afirma Niéde Guidon, pesquisadora francesa que estuda esses registros aqui no Norte do Brasil.

É perfeitamente possível essas datações, desde que se encontre evidencias sólidas.

No caso do enigma do dente de Tel Aviv ainda há outras explicações.

Pode ser uma espécie nova, ou uma variação geografica. Existe a possibilidade do  dente ser até mesmo do ancestral comum entre os seres humanos e os Neanderthais, que seria o Homo heidelbergensis.

Esta espécie, descrita primeiramente na Alemanha surgiu a mais ou menos entre 900 mil anos e se extinguiu a 250 mil, portanto, pelo período de tempo é perfeitamente possível que este dente seja desta espécie e por isso apresente características comuns as outras duas já que possuem o mesmo ancestral.

Outro ponto é que alguns pesquisadores – a minoria deles – acreditam que o Neanderthal e o Homo sapiens são a mesma espécie, inclusive muitas pinturas de caverna são bem dificeis de se identificar como sendo de H. sapiens ou de Neaderthal. Algumas evidencias mostram que diante de determinadas situações, como a construção de ferramentas líticas, as técnicas de produção eram bem semelhantes. Isso demonstra que comportamentos eram semelhantes e que a capacidade cognitiva dos neanderthais eram comparavel a do H. Sapiens. Porque este dente não seria? Se realmente forem a mesma espécie, explica muito bem a datação deste dente e possivelmente encontrariamos fósseis mais antigos ainda, ja que os neanderthais surgiram a mais ou menos 500mil anos.

O grande enigma desta charada é o dente. Cabe agora aos paleontólogos caracteriza-lo. O jeito é aguardar e não especular que toda a arvore evolutiva do homem esta errada.

Estaria errada se este dente tivesse sido encontrado numa camada correspondente ao período Siluriano por exemplo, datada em 443 milhões de anos. Ai toda a idéia de Darwin estaria errada.

Outro ponto a ser tocado é que biologicamente a evolução é vista como um fato, corroborado por milhares e milhares de artigos e experimentos científicos, portanto, é totalmente possível que ao longo de novas descobertas ocorram mudanças da conformação estrutural da arvore evolutiva do homem. Em conclusão, a evolução é um fato, mas desconhecemos quais foram os passos que ela deu dentro da historia da humanidade.

Cabe aos paleontólogos encontrar as peças deste grande e longo enigma, junta-las e começar a montar o quebra-cabeça para saciar um pouco a fome de curiosidade que temos.

Scritto per Victor Rossetti

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s