PRIMEIRA AVE É APENAS DINO COM PENAS, AFIRMA PESQUISA CHINESA. (comentado)

Querem derrubar o célebre fóssil Archaeopteryx do poleiro que ele ocupa lá se vão 150 anos.

Pesquisadores chineses defendem que o bicho não é o “pai” das aves, como se acredita, mas apenas uma espécie de dinossauro penoso.

O líder do grupo que defende a ideia na edição desta quinta-feira da revista científica “Nature” é Xing Xu, provavelmente o maior especialista em dinos emplumados do planeta.

Concepção artística do dinossauro chinês Xiaotingia zhengi; segundo especialista, ele não seria o pai das aves.

Paleontólogo da Academia Chinesa de Ciências, Xu já descreveu dezenas de fósseis espetaculares, cujas penas estão preservadas graças a condições geológicas muito especiais.

Na “Nature”, ele e seus colegas apresentam mais um desses bichos, o pequeno Xiaotingia zhengi, de 155 milhões de anos e peso estimado de apenas 800 g.

A questão é que a criatura possui um conjunto de características morfológicas (como as patas da frente, ou “asas”, longas e robustas) muito parecidas com as do suposto pai das aves.

Tem também a mesma idade do Archaeopteryx–ambos são bichos do fim do período Jurássico.

Quando Xu e seus colegas usaram um programa de computador para saber onde o novo animal se posiciona na árvore genealógica de dinossauros e aves –método comum nessa área de pesquisa–, eles viram que não só o bicho foi considerado dinossauro como também sua presença “puxou” o Archaeopteryx para o lado dos dinos.

Isso significa que o Archaeopteryx pertenceria ao grupo mais geral de dinossauros emplumados, que inclui o famoso Velociraptor, e não ao conjunto em que estão as aves “verdadeiras”.

Fonte: Folha 

 .

Resenha do autor

Um bom ponto de vista dado talvez pelo maior especialista do mundo, mas isso não exclui a possibilidade de que os dinossauros tenham dado origem as aves. De fato, as características anatômicas ainda apontam para tal proposta. Existem 25 fosseis que representam a evolução das aves através do grupos dos dinossauros. Algo parecido aconteceu com que a origem da fecundação interna. Os placodermos esticaram de 350 para 375 milhões de anos a origem da fecundação interna e possivelmente seus ancestrais poderiam já deter essa característica. Ou seja, a data pode esticar mais, depende dos achados no registro fóssil. A origem das aves pode esticar ainda mais, mesmo que o archaeopteryx ainda seja visto como o elo perdido, evidente que não é, e que é sabido pelos cientistas a algum tempo. Em suma, pode existir uma lacuna enter o archaeopteryx e outro (ou provavelmente outros) indivíduos que ainda não foram (ou já foram) encontrados em registro fóssil.

O archaeopteryx é um único exemplo, embora já se tenha encontrar outros fósseis mais antigos que apontem para tal proposta. Pode ser que esta data seja extendida. A fama do arqueopterix não é a do pai das aves, mas sim do primeiro fóssil encontrado que evidencia tal evento evolutivo.

Para apagar um pouco da empolgação dos criacionistas, há mais evidencias a favor do que contra, e mais fósseis que suportam tal proposta. Alias, a proposta da evolução continua sendo aplicada na escala dos milhões de anos, o que ainda é triste para a mitologia criacionista.

Para saber mais veja: A EVO-DEVO E A PRESENÇA COTIDIANA DOS DINOSSAUROS, DINOSSAUROS EVOLUÍDOS e MEU AGRADECIMENTO AOS CRIACIONISTAS.

Scritto da Rossetti

Palavras chave: Netnature, Rossetti, Aves, Evolução, Archaeopteryx

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s