DESCARTANDO A COMPLEXIDADE IRREDUTÍVEL DO DESIGNER INTELIGENTE.

Discutir criacionismo e evolução é chato. Isso porque o assunto é essencialmente a diferença entre ciência e evolução. Se não é possível aceitar a diferença entre ciência e religião não há como ter um debate rico intelectualmente (veja: DEFINIÇÕES SOBRE CIÊNCIA E RELIGIÃO. CONCEITOS BÁSICOS PARA UMA DISCUSSÃO INTELECTUALMENTE RICA)

Michael Behe teve sua proposta da complexidade irredutível descartada em 2005 em Kitzmiller v. Dover Area School District. A corte entendeu que a alegação da complexidade irredutível de Michael Behe foi refutada em trabalhos de pesquisa revisados. Ele foi rejeitado pela comunidade científica em geral já que nunca foi encontrado um exemplar na natureza que combinasse com a complexidade irredutível.

A complexidade irredutível segundo o livro A Caixa preta de Darwin de Behe alega que alguns sistemas bioquímicos são irredutivelmente complexos. Isso significa que a remoção de uma das partes destrói a funcionalidade de todo o sistema. Portanto, a complexidade irredutível elimina a possibilidade de um sistema ter evoluído, portanto só pode ter sido obra de um designer inteligente.

Existem muitos criacionistas que cientificamente não encontram uma forma de provar a existência da complexidade irredutível e acabam buscando constantemente e obsessivamente provar que a evolução é uma proposta que não nos serve. Ora, a evolução não é inútil como a complexidade irredutível e muito menos infundada. Ela esta presente em nosso cotidiano.

Obviamente que a complexidade irredutível é abraçada pelos criacionistas, o criacionismo mascarado, ou seja, da tentativa de fazer do cristianismo uma ciência. Portanto, a negação do darwinismo é feita primeiramente não porque cientificamente é infundada. Há mais de 150 anos de publicações de artigos científicos evidenciando sistematicamente a evolução. A negação é com base primeiramente no dogma religioso da criação, que está ferido a mais de 150 anos (considerando que Aristarco já dizia que a Terra girava em torno do Sol e não era o centro do universo conforme pregava o cristianismo) . O que de certa forma é uma grande besteira, uma vez que a criação de Genesis é claramente um texto simbólico, metafórico e que erroneamente é interpretado como literal. Assim, prega-se o absurdo da criação do universo e desses sistemas bioquímicos complexos em míseros 6 dias.

Vejamos o caso do criacionista William Dembsky autor de The Design Inference. A negação do darwinismo é feita nao com base cientifica mas com base religiosa, porque fere a formação religiosa dele.  Antes de ser um cientista Dembsky tem uma formação religiosa forte que reflete até em sua vida academica. Ele foi professor de Teologia e Ciência no Southern Baptist Theological Seminary em Louisville, Kentucky, o primeiro diretor do novo Centro para Teologia e Ciência da escola e Ph.D. em filosofia e mestrado em divindade pelo Seminário Teológico de Princeton e assumidamente cristão ortodoxo praticante. Me parece obvio que um teólogo cristão negue o naturalismo darwiniano não por razões cientificas mas antes de tudo, dogmáticas.

Esse descarte da complexidade irredutível em 2005 foi feito porque não foram apresentadas provas concretas que evidenciem a principal proposta criacionista. A evolução tem em seu favor evidências, contribuindo com a proposta de Darwin.

Behe falha em alguns pontos de sua argumentação quando diz que um sistema irredutivelmente complexo não pode ter surgido pela evolução.

Partes isoladas da maquinaria molecular do flagelo das bactérias funcionam isoladamente tendo outras funções, ou funções debilitadas.

A irredutibilidade de um sistema pode ser alterada quando uma de suas partes for removida, o que demonstra que um sistema não pode ter evoluído pela adição de partes prontas, mas talvez pela deleção de trechos, adição de múltiplas partes, por exemplo, a duplicação de grande parte ou da totalidade de um sistema ou ainda a exaptação deles (mudanças de funções).

Esses mecanismos já são evidenciados em literatura cientifica e respaldados por mutações genéticas, incluindo a deleção e duplicação genética que são relativamente comuns.

Usemos um outro exemplo. Partimos da idéia de que o flagelo é complexo o suficiente para ser criado ou não pela evolução. Isso porque o flagelo bacteriano é um tubo oco com composto pela proteína flagelina de forma helicoidal, com uma dobra à saída da membrana celular  que faz com que a hélice fique virada para o exterior da célula.

O flagelo bacteriano é ativado por um motor rotativo composto de proteínas, localizado no ponto da membrana interna onde o flagelo tem a sua origem, e é movido por um fluxo de prótons causado por um gradiente de concentrações originado no metabolismo da célula que transporta esses elementos através da membrana e promove movimentações capazes de operar em até 17.000 rpm.

Bem, se pensarmos nos componentes moleculares que formam este flagelo veremos que ele não parece ser tão complexo quando comparado com uma perna.

Uma perna é formada por um conjunto de ossos, como as células osteoblastos, e deposição de cálcio. Na perna há um conjunto de fios que medem e informam ao cérebro a força necessária para se movimentar.

Ainda há um conjunto de mais de 12 músculos (na região anterior há o Tibial Anterior, Extensor Comum Longo dos Dedos, Extensor Próprio do Hálux Longo, Fibular Anterior Terceiro. Na região Lateral o Fibular Longo, Fibular Curto. Na região Posterior, o Gastrocnêmio Medial, Gastrocnêmio. Na região lateralo Solear ou Sóleo, Plantar Delgado, Camada Profunda, Poplíteo, Flexor Comum Longo dos Dedos, Flexor Longo do Hálux, Tibial Posterior) que suportam nosso deslocamento. Para a movimentação desses músculos é preciso uma central coordenadora que se chama encéfalo, que faz o controle da movimentação desta perna e seu equilibro.

Na perna a musculatura se contrai e relaxa graças aos comandos do cérebro pela necessidade de se movimentar.

Para se movimentar, o encéfalo informa a placa motora dos músculos da perna através de neurônios do sistema nervoso central e periférico.

Para ocorrer a movimentação o cérebro envia o comando de movimento pelas vias aferentes até a placa motora que estimula o contato sensorial liberando acetilcolina que se liga a receptores nicotínicos dos músculos abrindo canais de cátions gerando potenciais de ação na fibra muscular.

Esse potencial de ação, se propaga até os túbulos T, abre canais de Ca++ na membrana entrando no Reticulo Sarcoplasmático. A entrada de Ca++ no citosol libera o sítio ativo da actina que se liga as cabeças de miosina deslizando os filamentos em movimento de catraca ocorrendo assim a contração muscular. A complexidade da perna é maior que a de um flagelo porque não é um complexo unicamente molecular, mas anatômico, cerebral e molecular.

Se o flagelo bacteriano serve como exemplo de complexidade irredutível, a perna humana também deveria servir, assim como o faro apurado de um cão graças a seu peculiar sistema olfativo, o metabolismo das Sinecoccoccus, a bioquímica mitocondrial, e tudo que tiver alguma ligação química.

Se considerarmos que cada caso é uma evidencia de que há um designer inteligente que criou todos esses milhões de sistemas complexos em 6 dias então estamos reduzindo todas essas peculiaridades ao nível banal.

Dizer que um sistema bioquímico complexo é evidencia de designer inteligente é substituir um mistério por outro. Sob essa alegação poderia dizer que meu sapato é preto não porque foi confeccionado assim, mas porque o designer assim o quis. Assim, qualquer resposta que procuramos, por mais necessária ou medíocre que seja encontra respaldo no reducionismo do designer inteligente.

Outra falha no raciocínio de Behe é que se a evolução esta errada então o criacionismo é automaticamente válido.

Não é assim que se faz ciência. Descartar evolução ainda precisa provar que o criacionismo tem explicações melhores. Mesmo se hoje descobríssemos evidencias do designer inteligente como ciência ele não passaria de um paradigma. Um paradigma só substitui outro quando explica mais e melhor o que o anterior explicava. Mas para tal, precisa ser provado, evidenciado no universo da ciência.

Mas o criacionismo não é aceito como ciência, não há departamentos científicos financiados pelo governo que faça pesquisas sobre a existência ou não do designer inteligente. De fato, até nos EUA, país essencialmente cristão o único museu criacionista criado foi feito com dinheiro particular, de uma entidade criacionista. Isso demonstra que mesmo que a evolução seja descartada, a ciência ainda vai embasar-se em outra proposta cientifica para explicar a evolução da vida.

A evolução da vida não é uma proposta de Darwin. Ele apenas descreveu um mecanismo que promove essa transformação. Charles Lyell era evolucionista embora não concordasse com a proposta de Darwin e sim por outros meios. Lamarck era essencialmente evolucionista, mesmo que sua proposta explicativa seja absurda aos olhos atuais O filosofo Anaximandro tinha propostas naturalistas bastante parecida com a de Darwin. Quem não garante que na antiga biblioteca de Alexandria não havia propostas como a de Darwin? Ela foi destruído pelo cristianismo primitivo evidenciado no filme Alexandria (veja: ALEXANDRIA. CRÍTICA DO FILME).

Outra falha de Behe é que alguns sistemas escolhidos por ele não são essencialmente complexos irredutivelmente. Muitos deles podem manter sua função, apesar de não tão bem, sem várias de suas partes, a ratoeira por exemplo. Até mesmo um flagelo bacteriano pode continuar sendo usado como propulsor mesmo sem algumas partes de suas proteínas. Isso ocorre em algumas proteínas do flagelo de eucariotos (também chamado cilium).

O sistema imunológico que Behe cita também apresenta falhas. Doenças auto-imunes podem exemplificar isso muito bem. Sistema imunológico funcionando perfeitamente bem inclusive contra o próprio corpo. Veja o exemplo da esclerose múltipla, do vitiligo, problemas em articulações e etc. O Olho já não pode ser visto como um exemplo de complexidade irredutível uma vez que a sua evolução já vem sendo bastante evidenciada (veja: A FASCINANTE EVOLUÇÃO DO OLHO) e cotidianamente vemos artigos científicos suportanto essas propostas (veja: LOS OJOS COMPLEJOS SE REMONTAN A MÁS DE 500 MILLONES DE AÑOS e também LULA-GIGANTE DETÉM O TÍTULO DE MAIOR OLHO DO MUNDO).

Existe uma tendência muito forte no cristianismo evangélico de se negar a evolução e justificar-se usando a ciência. Os cientistas cristãos fazem do darwinismo um alvo (mesmo que utópico) a ser derrubado pelo simples fato de que a proposta é naturalista e não mística. Os cientistas que realmente podem apresentar argumentos validos e coerentes opostos ao darwinismo são aqueles que não são cristãos e nem darwinistas. Sem o oportunismo místico existe um debate coerente sob as bases da evolução.

.

TEDEÍSMO

O tedeísmo é a grande chave do debate criacionismo e biologia evolutiva. Isso porque o tedeísmo é justamente a tentativa de fazer da religião uma ciência. Interpretar a proposta da complexidade irredutível como evidencia de uma mente superior sobrenatural.

O que não é possível, a ciência trabalha com metodologias cientificas e verdades temporárias chamadas paradigmas. A religião trabalha com verdades dogmáticas, absolutas. Assim, no criacionismo a ciência perde seu valor e a religião perde foco para o cientificismo especulativo.

No caso de Behe é ainda mais interessante porque logo no inicio de seu livro A caixa preta de Darwin ele justamente mostra essa perda de foco bastante comum nessa mistura inconsequente.

Behe propõe a idéia do criacionismo como ciência embora claramente não veja o designer inteligente como um paradigma e sim uma verdade absoluta e perde o foco da sua posição religiosa uma vez que alega “Acho a idéia de ascendência comum (que todos os organismos tiveram um mesmo ancestral) muito convincente e não tenho razão particular para pô-la em duvida” embora concorde claramente com a evolução Behe expressa seu ceticismo em relação a idade da Terra “…a Terra foi formada há apenas dez mil anos, uma interpretação Bíblica ainda muito popular.”

Caixa preta de Darwin pagina 15

Aqui, retorno ao inicio deste texto ao afirmar que a grande discussão que envolve a criação e a biologia evolutiva esta na incapacidade que as pessoas tem de separar ciência de religião, dogmatismo e paradigmas, misticismo e empirismo. O tedeismo criacionista é infundado porque não segue uma linha de raciocínio especifica, não opta entre a ciência ou a religião e portanto não tem um sistema de construção de conhecimento, é ambíguo, cessa por si mesmo, uma vez que fornece indícios auto-destrutivos. Como um cão que corre atrás do próprio rabo.

Scritto da Rossetti

Palavras chave: Netnature, Rossetti, Complexidade irredutível, flagelo bacteriano, sistema imunológico, evolução do olho, criacionismo.
Anúncios

17 thoughts on “DESCARTANDO A COMPLEXIDADE IRREDUTÍVEL DO DESIGNER INTELIGENTE.

  1. haha…já que tudo eh cientifico confesso que não achei nada cientifico nesse artigo que descartasse o design inteligente… Já ouviu falar na pergunta: o que veio primeiro, o DNA ou a proteina?? isso pra mim é um belo de um processo de complexidade irredutivel ja que sem proteina não teriamos DNA e sem DNA não teriamos proteina….legal neh…

    • Já ouviu falar em biopoese e artigos científicos sobre o assunto? Já ouviu falar em mensuração, empirismo, experimentação e falseamento? É por isso que DI não é ciência.
      Se é complexidade irredutível porque não foi aceito em 2005? Se existe complexidade irredutível porque nem essa questão do DNA/Proteína comprova o tal DI como uma ciência legítima?

      Então quando não sabemos quem veio primeiro, enfiamos Deis no meio e a questão esta resolvida em um God-of-the-gaps?
      Isso é ciência?

      • Entao vc acha que elementos químicos ao acaso se combinaram e formaram o DNA? A probabilidade disso é ZERO! Mesmo em laboratório, com equipamento Hi-tech e cientistas capacitados isso foi dificil, e criar proteina nao é criar vida, esta milhoes de anos luz longe disso.
        Uma simples bacteria armazena mais de mil enciclopedias em informação, como uma coisa não-inteligente da origem a uma coisa inteligente?
        Nao é enfiar Deus no meio quando não sabemos, é procurar sabe dos fatos! Abra a mente !!

      • Se voce presume que o DNA surge do nada pronto sem estagios evolutivos distintos realmente é zero. Sugiro que leia artigos da biopoiese pois voce esta apresentando um discurso de quem nao conhece a proposta da ciência.

  2. sério, entrei procurando detalhes científicos provando que o flagelo pode ter vindo do acaso, e encontrei comparando eles com uma perna.

    sério isso?? perna tem mancais?? hélices?? eixo?? motor??

    resumindo: é uma máquina literalmente

    corrige a matéria aí, porque a corte de 2005 não julgou com provas, argumentos e etc… alegaram que foi rejeitado pela comunidade em geral(mesmo com argumentos do tipo dessa matéria), não mostraram argumentos comprobatórios na corte que desmantelasse a Complexidade Irredutível. Nem de longe fizeram isso.

    ou seja, Complexidade Irredutível é completamente fora dos padrões do Evolucionismo, isso é fato, basta ver as explicações sobre o Flagelo… seria melhor falarem que não tem a menor ideia de como surgiu.

  3. Obrigado ao pessoal da página pelas belíssimas explicações. Saio mais convencido da existência de Deus e de seu imenso poder. Obrigado mesmo e que Deus continue abençoando vocês!

  4. Seis fatos: 1. Com todo avanço tecnológico não é possível dar vida a matéria inanimada 2.Os cientistas em geral querem glória para si e não para o detentor de todas as patentes naturais. 2. Os cientista estudam os projetos divinos para criar mecanismos parecidos (isto é prova de projeto inteligente!) 3. Com os vários métodos de manipulação genética não foi possível desenvolver novas espécies. Só nos filmes. 4. Quando arqueólogos encontram artefatos, inscrições em paredes das rochas atribuem a um projeto inteligente. A linguagem da informática tem dois algarismos, a linguagem de Deus no DNA são o dobro. 5. Alguns criacionistas estão equivocados ao interpretar que tudo foi criado em 6 dias literais. Na verdade é uma linguagem simbólica, pois as Escrituras afirma que um dia no contexto divino pode ser mil anos ou mais. Por exemplo, todos os dias criativos são chamados de 1 só dia. Lembrando que o planeta já existia. O que o relato descreve são as transformações para a chegada da vida, que durou com certeza muito tempo. Projetos bem elaborados feitos com amor e dedicação requer muito tempo. 6.Os dons musicais, apreciar arte, etc, não se encaixa na teoria da evolução. 7. Os registros fosseis apresentam saltos abruptos de surgimento das espécies, fósseis intermediarios só nas publicações tendenciosas. 8. Todas as formas de vida atuais apresentam corpos completos, nenhum ser com indicação de asas, órgãos incompletos para daqui a milhares de anos se completar. 9. Os chamados ‘melhoramentos genéticos’ tem reflexos terríveis na saúde sob forma de alergias e no ecossistema. 10. Os cruzamento de espécies diferentes resultam em híbridos defeituosos e não reprodutivos. 11. É conveniente para muitos fazer suas próprias regras e ceder a pressão do mundo acadêmico, até por vantagens materiais e status. 12. As profecias apontam que os homens ‘arruinariam a terra’. Mas também garante que Deus vai recuperar este lindo planeta. Observe por favor Apoc. 11:15-18. Mas a ciência é maravilhosa, deslumbrante, deveria nos fazer da ao Criador, o Soberano Senhor Jeová a glória que ele merece!

    • 1. Com todo avanço tecnológico não é possível dar vida a matéria inanimada
      O que não significa que isto nunca vá acontecer. O momento que vivemos atualmente só ocorre graças ao passado, e certamente será importante para o futuro da ciência.

      2. Os cientista estudam os projetos divinos para criar mecanismos parecidos
      Partindo do pressuposto que haja o divino, que convenhamos, não é uma postura científica e sim religiosa.

      3. Com os vários métodos de manipulação genética não foi possível desenvolver novas espécies.
      Foi sim, há diversas espécies de orquídeas criadas ou por manipulação genética através de técnicas engenharia genética ou por seleção artificial. Há moscas de frutas criadas a partir de processos de seleção natural em laboratório desde a década de 80
      Uma lista de macroevolução com seus respectivos artigos foi publicada aqui mesmo no netnature: https://netnature.wordpress.com/2018/02/15/macroevolucao-exemplos-e-evidencias/

      4. Quando arqueólogos encontram artefatos, inscrições em paredes das rochas atribuem a um projeto inteligente. A linguagem da informática tem dois algarismos, a linguagem de Deus no DNA são o dobro.
      As pinturas de caverna são de fato frutos de um design inteligente… e este design inteligente é conhecido como Homo sapiens. Atribuir um design inteligente para o cosmo ou estruturas biológicas com base em pinturas de caverna é observar deus a imagem e semelhança do homem. O fato do homem ser capaz de gerar coisas intencionalmente não diz absolutamente nada sobre a natureza tem um projetista.
      O código genético é apenas uma base bioquímica, partir do pressuposto que foi uma criação divina não é uma postura científica e sim religiosa… sem qualquer base científica. De fato, é praticamente uma numerologia criacionista atribuir um código divino escondido no DNA.

      5. Alguns criacionistas estão equivocados ao interpretar que tudo foi criado em 6 dias literais. Na verdade é uma linguagem simbólica, pois as Escrituras afirma que um dia no contexto divino pode ser / mil anos ou mais.
      Outro problema. Se é literal é risível porque é absurdamente incoerente com os dados empíricos. Se é uma metáfora, qual o critério usado para diferenciar uma leitura metafórica e uma literal da bíblia? Segundo, ser metafórica da a liberdade das pessoas realizarem a re-interpretação que lhes é mais agradável e não necessariamente a suposta verdade por trás do texto. Por exemplo, qual critério utilizado pra dizer que 6 mil anos é uma metáfora para milhares de anos?

      6.Os dons musicais, apreciar arte, etc, não se encaixa na teoria da evolução.
      Certamente não como fruto de genes, mas como parte do processo cultural.

      7. Os registros fosseis apresentam saltos abruptos de surgimento das espécies, fósseis intermediarios só nas publicações tendenciosas.
      Todo fóssil é um intermediário, afinal a vida é um continumm de quase 4 bilhões de anos. Os registros fosseis apresentam lacunas já que nem todas as espécies são obrigatoriamente fossilizáveis. No entanto, não é desculpa para não reconhecer o processo evolucionário. A genética, as homologias e os dados embriológicos, comportamentais, ecológicos permitem traçar um perfil evolutiva das espécies.
      Onde estão as publicações tendenciosas? Quais artigos estão refutando essas supostas tendencias?

      8. Todas as formas de vida atuais apresentam corpos completos, nenhum ser com indicação de asas, órgãos incompletos para daqui a milhares de anos se completar
      Se voce observar as asas elas surgem claramente por processos exaptativos na evolução. A mesma coisa com olhos, com asas de borboletas, com vários exemplos quando se estuda a origem dos protostomios e deuterostomios ou mesmo na base da multicelularização da vida.
      Um livro publicado pela Oxford Biology traça exatamente um perfil evolutivo de todos os órgãos a partir de sua fisiologia e de receptores de suas células. O livro se chama The Evolution of Organ Systems e o autor cita:

      “Organs do not appear suddenly during evolution; instead they are composed of far simpler structures. In some cases it is even possible to trace particular molecules or physiological pathways as far back as pre-animal history. What emerges is a fascinating picture, showing how animals have combined ancestral and new elements in novel ways to form constantly changing responses to environmental requirements. The Evolution of Organ Systems starts with a general overview of current animal phylogeny, followed by review of general body organization including symmetry, antero-posterior axis, dorso-ventral axis, germ layers, segmentation, and skeletons. Subsequent chapters then provide a detailed description of the individual organ systems themselves – integument, musculature, nervous system, sensory organs, body cavities, excretory system, circulatory system, respiratory system, intestinal system, gonads and gametes. Generously illustrated throughout, this accessible text is suitable for both upper level undergraduate and graduate students taking courses in animal evolution, organogenesis, animal anatomy, zoology and systematics”.

      9. Os chamados ‘melhoramentos genéticos’ tem reflexos terríveis na saúde sob forma de alergias e no ecossistema.
      Há uma grupo de risco sim que desenvolve alergias. Mas se voce utiliza carro a alcool, agradeça a cana de açucar modificada que se desenvolve em certos rincões onde o regime de chuva é menor ou a temperatura não era adequada a produção de canal.
      Todo melhoramento genético tem efeito terríveis na saúde? Esta certo desta generalização excessiva?

      10. Os cruzamento de espécies diferentes resultam em híbridos defeituosos e não reprodutivos.
      O que mostra um mecanismo de isolamento reprodutivo que contribui para a origem de novas espécies. Ainda sim, ha certos hídridos que se reproduzem e permitem um fluxo de genes entre espécies distintas, como é o caso de borboletas Heliconius em certas regiões da Amazônia…. ou em espécies anel.

      11. É conveniente para muitos fazer suas próprias regras e ceder a pressão do mundo acadêmico, até por vantagens materiais e status.
      Sim, mas se os dados forem errados quando a pesquisa é reproduzida a falha aparece. Neste sentido a ciência é um mecanismo de produção de conhecimento que se auto-corrige.

      12. As profecias apontam que os homens ‘arruinariam a terra’.
      O homem desde que se reconhece como gente sabe que altera o ambiente que vive. Não é preciso profecias ou evidência para reconhecer isto. A ideia de um deus vindo aqui recompor tudo me parece mais um sonho platônico.. Desculpe, o livro de apocalipse nem deveria ser reconhecido como algo canonizado uma vez que contem trechos claros do livro de Enoque e Testamento de Levi. Foi introduzido na bíblia muito tempo após o Concílio de Niceia e Laodiceia.
      A datação paleográfica dos livros de Enoque em Qumram estão entre 200 a.C. e o fim do primeiro século da era cristã.
      Datação de Apocalipse de João de Patmos: datação por radiocarbono 81-96 d.C

      Veja: Apocalipse 4:8 (CANONIZADO)
      “E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir”.

      II Enoque 19 21-1 (APÓCRIFO)
      ” E os querubins e serafins que estavam perto do trono, os de seis asas e muitos olhos não se afastaram da face do Senhor, fazendo sua vontade e rodeando seu trono, cantando com doces vozes diante da face do Senhor: “Santo, Santo, Santo, Senhor Soberano de Sabaoth, céus e terra estão pleitos de tua glória”

      Veja Apocalipse 2-7 (Canonizado)
      Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.

      Testamento de Levi 18-04 (Apócrifo)
      “4 “Ele mesmo abrirá as portas do Paraíso, afastará a espada que foi brandida contra Adão, e aos santos dará de comer da Árvore da Vida; sobre eles repousará o Espírito da santidade. Ele acorrentará Belial, e dará aos seus filhos o poder de enfrentar os espíritos maus. O Senhor alegrar-se-á com os seus filhos, e seus bem-amados gozarão do seu beneplácito eterno, e, com isso, exultarão Abraão, Isaac e Jacó; eu também me
      alegrarei, e todos os santos cantarão de júbilo.”

      Veja Apocalipse 4:1
      Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.

      Testamento de Levi 5:1
      “Em seguida, o Anjo abriu-me as portas do céu. Eu vi o Templo santoe o Altíssimo assentado sobre o trono da glória. Ele falou-me: A ti, Levi, confio as bênçãos do ministério sacerdotal, até que eu venha para permanecer no meio de Israel’.

      I Enoque 14:15
      “Tão grandemente superou em todos os pontos, em glória, em magnificiência, em magnitude, que é impossível descrever-vos o esplendor ou a extensão dela”.

      Em Enoque especialmente em grego, a estrutura textual é a mesma.

      Apocalipse 9:20
      “E os outros homens, que não foram mortos por estas pragas, não se arrependeram das obras de suas mãos, para não adorarem os demônios, e os ídolos de ouro, e de prata, e de bronze, e de pedra, e de madeira, que nem podem ver, nem ouvir, nem andar”.

      I Enoque 97:7-9
      7 – Novamente eu juro a vós, pecadores, que crimes têm sido preparados para o dia de sangue, que nunca cessam.
      8 – Eles adorarão às pedras, e ao ouro gravado, à prata, e às imagens de madeira. Eles adorarão espíritos impuros, demônios, e todo ídolo, nos templos; mas nenhuma ajuda será obtida por eles. Seus corações se tornarão ímpios por causa de sua loucura, e seus olhos estarão cegos com superstição mental. (141) Em seus sonhos visionários eles serão ímpios e supersticiosos, mentindo em todas as suas ações, e adorando uma pedra. Eles perecerão completamente.

    • “Com todo avanço tecnológico não é possível dar vida a matéria inanimada”
      A tecnologia pode criar vida sim, mas não de “matéria inanimada”, pelo seu raciocínio aquela história de “Deus” assoprando poeira e formar um homem é mais absurda ainda…

      “Os cientistas em geral querem glória para si e não para o detentor de todas as patentes naturais.”
      Os cientista estão se lixando para o tal “detentor”, o que importa são as respostas obtidas pelas descobertas, o que cada cientista almeja no pessoal não é da nossa conta…

      “Os cientista estudam os projetos divinos para criar mecanismos parecidos (isto é prova de projeto inteligente!)”
      Tipo os cientistas que criam células que fazem regeneração cardíaca por causa do infarto do miocárdio? Já que, no “projeto original” esse músculo não se regenera e a pessoa morre!!! Que bela m&#$@ esse “Design” hein?!?!?!

      “Com os vários métodos de manipulação genética não foi possível desenvolver novas espécies. Só nos filmes.”
      Pessoas de 10 000 anos atrás que criaram milho, brócolis e couve-flor te mandam lembranças!!!…

      “Quando arqueólogos encontram artefatos, inscrições em paredes das rochas atribuem a um projeto inteligente.”
      Viu isso onde? No programa do Ratinho???…

      “A linguagem da informática tem dois algarismos, a linguagem de Deus no DNA são o dobro.”
      Hã??????…

      “Alguns criacionistas estão equivocados ao interpretar que tudo foi criado em 6 dias literais…”
      Opa! Algo sensato está vindo desse rapaz…

      “Na verdade é uma linguagem simbólica, pois as Escrituras afirma que um dia no contexto divino pode ser mil anos ou mais. Por exemplo, todos os dias criativos são chamados de 1 só dia. Lembrando que o planeta já existia. O que o relato descreve são as transformações para a chegada da vida, que durou com certeza muito tempo. Projetos bem elaborados feitos com amor e dedicação requer muito tempo.”
      …Alarme falso, é outra baboseira criacionista!

      “.Os dons musicais, apreciar arte, etc, não se encaixa na teoria da evolução.”
      Deve ser porque “dons”, na verdade, são habilidades concebidas através da prática…

      “Os registros fosseis apresentam saltos abruptos de surgimento das espécies, fósseis intermediarios só nas publicações tendenciosas”
      Se não sabe como funciona o registro fóssil, não dê palpite no assunto, pois você nem se quer disse algo sensato nessa afirmação, já que os fósseis intermediários existem de fato.

      “Todas as formas de vida atuais apresentam corpos completos, nenhum ser com indicação de asas, órgãos incompletos para daqui a milhares de anos se completar.”
      O Cryptotora thamicola discorda de você…

      ” Os chamados ‘melhoramentos genéticos’ tem reflexos terríveis na saúde sob forma de alergias e no ecossistema.”
      Deve ser coisa do “design inteligente”!!!…

      “Os cruzamento de espécies diferentes resultam em híbridos defeituosos e não reprodutivos.”
      Outra coisa do “design inteligente”!!!!

      “É conveniente para muitos fazer suas próprias regras e ceder a pressão do mundo acadêmico, até por vantagens materiais e status.”
      Pena que a “pressão do mundo acadêmico” segue a regra do método científico. Se quer inventar histórias, pague do bolso para uma revista predatória.

      “As profecias apontam que os homens ‘arruinariam a terra’. Mas também garante que Deus vai recuperar este lindo planeta. Observe por favor Apoc.”
      Os homens já arruinavam a Terra bem antes de existir religião ou a sua Bíblia, profecia por profecia qualquer zé ruela pode fazer e existir trouxa que acredite…

      “Mas a ciência é maravilhosa, deslumbrante, deveria nos fazer da ao Criador, o Soberano Senhor Jeová a glória que ele merece!”
      A ciência está se lixando pra Deus qualquer, ela só é “maravilhosa” quando lhe convêm a partir das bobagens ditas por criacionistas que você idolatra, que a verdade seja dita…

  5. 1. Criar vida a partir de matéria inanimada é humanamente impossível. Mas supondo que que sim, provaria que surgiu ao acaso ou projeto inteligente?
    2. Quando os cientistas copiam modelos engenhosos da natureza, eles tratam logo de patentear. A quem pertence o projeto original que na maioria das vezes são mais bem elaborados?
    3. Dizer que desenvolver variedades de um ser vivo manipulada pela ciência é criar novas espécies não procede: Ex. mosca-de-fruta em borboleta, ou orquídeas em sequoias. Orquídeas continuam sendo orquídeas, etc. Variantes de uma mesma espécie sim, microevolução não.
    4. Fugiu do foco: o ponto incisivo foi que os arqueólogos atribui achados de escritas e ferramentas ao projeto inteligente do chamado ‘homem primitivo’. Que incoerência é essa de atribuir sistemas biológicos complexos ao acaso?, As 4 forças fundamentais que torna possível a existência das galáxias perfeitamente afinadas? Para haver vida é necessário DNA, RNA e Proteínas fossem formadas simultaneamente, e o que se conseguiu até hoje em laboratório altamente sofisticado? Parcamente alguns aminoácidos que em sua grande maioria não são os essenciais para a formação das proteínas. Mesma assim foram produzidas por sistemas controlados em laboratório.
    5. Sobre a Criação das milhões de espécies em milhares de anos, não foi necessário Deus explicar detalhes. O que se observa em Gênesis é uma sequência exata de eventos que a própria ciência corrobora: a luz penetrando na superfície, o aprofundamento de leitos oceânicos para surgir terra seca, os corpos celestes tornando-se visíveis, a vegetação, animais marinhos e alados, animais a terrestres e finalmente o ser a imagem de Deus, o homem. A descrição dos eventos da formação do homem: feito do pó ( os elementos químicos), tudo descrito numa linguagem que Adão e seus descendentes compreenderiam facilmente.
    6. O tiro saiu pela culatra! Os dons musicais, as habilidades manuais específicas, são softwares pré-instalados no DNA, não processo cultural. Veja o peixe baiacu japonês, ele desenha no leito oceânico uma flor com 2 círculos de pétalas diferentes durante uma semana com suas barbatanas laterais com perfeita simetria, até porque se a fêmea ver alguma distorção, não aceita acasalar. O centro da flor é desenhado pela barbatana de baixo com acabamento fino, semelhante a de flores como margarida. Naquele centro gametas se unem, como o pólens das flores. Que alusão magistral do Criador! Que projeto fantástico! Eu não deixo de louvá-lo todos os dias! Quando foi que esse peixe viu uma flor terrestre?
    7. De fato, não existem elos que ligam os principais grupos de seres vivos. Nunca lestes comentários de vários cientistas evolucionistas renomados? A revista New Scientist em 2009 cita Eric Bapteste: “Não temos nenhuma evidência de que a árvore da vida seja uma realidade” , referindo-se a existir um ancestral comum. Paleontólogo Evolucionista David Raup: O que os geólogos dos dias de Darwin e os geólogos atuais descobriram foi um registro incompleto e irregular, ou seja, espécies surgem de repente na sequência dos fósseis, apresentam pouca ou nenhuma mudança durante sua existência no registro e, então desaparecem abruptamente”.
    8. Não foi convincente. Uma vez li um enciclopédia de biologia no capítulo que tratava da Evolução, que honestamente não se observa na natureza seres vivos desenvolvendo órgãos que daqui a milhares de anos vão forma pés, asas, etc. De fato, só observamos algo diferente no nascimento: mas são defeitos: albino, surdo, Síndrome de Down, problemas psiquiátricos, etc. Os testes feitos com radiação, manipulação genética e outros métodos, resultam não raro, em seres defeituosos. E os que sobrevivem tem ao se reproduzir, dar descendentes de volta a normalidade.
    9. Os dois últimos pontos podem ser resumidos assim: A ciência é deslumbrante. Há biólogos, ortopedistas, músicos, paleontólogos, médicos, arqueólogos, etc., que antes ateus, no entanto agora reconhece a existência de Deus ao se aprofundar no conhecimento com profunda humildade e admiração pelo Criador. Também, quero expressar que a ciência mal orientada, gananciosa é que leva aos caos. A Bíblia quando fala de ciência é exata: as leis de quarentena que poupou Israelitas de muitas doenças, a circuncisão que tinha de ser feita no 8º dia (época em que fatores coagulantes estão mais alto em toda vida humana) na Lei Mosaica, manter-se alegre é como bom remédio (Provérbios), Planeta suspenso sobre o nada (Jó) Planeta ter forma de círculo (Isaías). A datação radio-carbono do livro apócrifo de Enoque não é segura. A New Encyclopedia Britânica declarou no Vol. 5, p. 508 “Qualquer que seja a causa, é evidente que falta às datas fornecidas pelo carbono-14 a exatidão que historiadores tradicionais gostariam de ter”.

    • 1. Criar vida a partir de matéria inanimada é humanamente impossível.
      – Novamente, o fato de não ter sido criada do zero hoje não significa que não será um dia. Há 9 décadas atrás as pessoas riam quando o avô do meu pai dizia que no futuro haveria um tubo que projetaria a imagem de pessoas… hoje temos a TV. Há diversas conquistas dos últimos 10 anos que a humanidade jamais sonhou.
      O fato de voce não ter algo no momento não significa que seja humanamente impossível. As potencialidades da ciência vem aumentando e sim, ha a necessidade de uma discussão sobre elas e como tais descobertas serão empregadas.. ou mesmo se deveriam ser empregadas. A ciência mal orientada leva a atrocidades.

      2. Quando os cientistas copiam modelos engenhosos da natureza, eles tratam logo de patentear.
      – Não confunda problemas de patentes com projetos divinos. São coisas distintas. A discussão no fundo é: é ético patentear algo que provem da natureza. O que provem da natureza pode ter dono? Note, em nada tem a ver com projeto divino.
      Pessoalmente, não concordo com a ideia de patentear moléculas, princípios ativos e elementos provenientes da natureza que é patrimônio de todos.

      3. Dizer que desenvolver variedades de um ser vivo manipulada pela ciência é criar novas espécies não procede: Ex. mosca-de-fruta em borboleta, ou orquídeas em sequoias. Orquídeas continuam sendo orquídeas, etc.
      – A evolução não diz que moscas viraram borboletas ou que orquídeas viraram sequoias Onde voce viu isto?
      Voce ta dando uma representação saltacionista como exemplo de evolução? rsrsrs Desculpe… voce esta criticando uma caricatura da evolução biológica e não a teoria da evolução em si. Darwin dizia “Natura non facit saltum“.. a natureza não da saltos… especialmente de um grupo biológico para outro.
      Como Darwin deixou claro, a coisa é gradual, e os fósseis indicam isto, as novas espécies surgindo indicam isto.
      Sugiro que voce leia primeiro a ideia de um autor… compreenda o que ele esta dizendo e não o que voce acredita ou o que os outros dizem sobre a teoria… é mais honesto!!!

      4. Fugiu do foco: o ponto incisivo foi que os arqueólogos atribui achados de escritas e ferramentas ao projeto inteligente do chamado ‘homem primitivo’. Que incoerência é essa de atribuir sistemas biológicos complexos ao acaso?,
      – Não fugi não. O fato do registro paleoantropológico mostrar pinturas intencionais indica que o homem é um ser intencional, apenas isto!Se a natureza é fruto de uma obra não é possível dizer.
      Segundo, a evolução não é sinônimo do acaso… há elementos aleatórios sim (como basicamente em tudo que se estuda: bolsa de valores, orbita de planetas, transito, deslocamento de certas partículas)… mas aleatoriedade é diferente de acaso. Além disto, a evolução não se resume ao aleatório. As taxas de mutação indicam alterações aleatórias (sem um padrão claro)… mas a seleção natural ocorre obrigatoriamente, a relação com o ambiente e pressão seletiva também, a herança também. A evolução poderia ser vista como um algoritmo talvez!!! https://netnature.wordpress.com/2018/02/17/evolucao-nao-e-sinonimo-de-acaso-cabeca-vazia-oficina-do-criacionismo/
      No caso da cosmologia, eu sugiro que leia sobre o caso, há alterações de constantes da física que indicam que o universo poderia ser menos favorável a vida sim… mas se dados fossem diferentes poderia haver ainda mais galáxias e a probabilidade de vida se formar nelas seria muito maior.
      A formação de aminoacidos do trabalho de Miller ou os trabalhos de Haldane, Oparin e todas as constatações indicam algo importante: elementos moleculares básicos da vida podem se formar sem um projeto inteligente. A questão que a biopoese estuda é: É possível ocorrer naturalmente a organização inicial para formar um polímero auto-replicante?
      Esta é a questão que permeia a biopoese e ela tem avançado muito. O fato de haver elementos moleculares básicos da vida pode indicar uma origem natural para um polimero auto-replicante, que é uma propriedade básica da vida.
      Novamente, houve passos muito importantes e não parcos, e estas conquistas no futuro podem remodelar inclusive o que chamamos de vida e estabelecer aspectos a filosofia da biologia para conceitua-la. https://netnature.wordpress.com/2016/09/05/o-que-e-vida-a-unidade-basica-dos-seres-vivos/

      5. Sobre a Criação das milhões de espécies em milhares de anos, não foi necessário Deus explicar detalhes. O que se observa em – Gênesis é uma sequência exata de eventos que a própria ciência corrobora: a luz penetrando na superfície,
      Viu o que eu disse sobre critérios. Quais critérios voce usou para presumir que a ciência corrobora a sua leitura metafórica sobre a criação divina?
      Voce parte de um pressuposto e adapta a sua crença religiosa aos achados científicos. É uma “muleta” para não deixar de crer diante de teses cientificas que obviamente são o exato oposto da crença pessoal.
      Além disto, cientificamente (olhando a partir da termodinâmica, por exemplo) a cosmologia corre na contramão do discurso de gênesis. Enquanto em gênesis a ordem surge do caos por uma mão divina, na tese científica a entropia, ou seja o grau de desordem é mínimo e a aproveitabilidade do sistema é máxima… e no final, o cosmo se afunda em morte térmica, menor aproveitabilidade de energia maior desordem. A entropia sempre vence!!!
      São teses completamente distintas.

      6. O tiro saiu pela culatra! Os dons musicais, as habilidades manuais específicas, são softwares pré-instalados no DNA, não processo cultural.
      – Saiu é? rsrsrs
      Dois textos para voce:
      SUA CULTURA – NÃO A SUA BIOLOGIA – MOLDA O SEU GOSTO MUSICAL. https://netnature.wordpress.com/2017/05/13/sua-cultura-nao-a-sua-A HISTÓRIA DA MÚSICA É A HISTÓRIA DOS HUMANOS biologia-molda-o-seu-gosto-musical-comentado/
      https://netnature.wordpress.com/2018/04/19/a-historia-da-musica-e-a-historia-dos-humanos/

      Se puder, envie o artigo cientifico do peixe que canta. Gostaria de ler sobre. Mas quero artigo científico, para ver o metodo usado! Gostaria de saber se o peixe sabe o que é uma melodia, se ele sabe construir temas musicais distintos, se o tema musical tem alguma indicação de alterar algum aspecto reprodutivo.
      O dom musical pode não necessariamente depender de genes mas do substrato que o sistema nervoso estabelece. Dizer que tudo se resume a genes é ser determinista. E devemos ter cuidado justamente porque o determinismo biológico foi um erro do passado e não queremos cometer o mesmo erro.

      7. De fato, não existem elos que ligam os principais grupos de seres vivos.
      – De fato, não temos uma árvore definitiva porque não temos TODOS os fósseis. Simples assim!!! 😉
      A evolução humana é um fato cientificamente constatado, mas a filogenia muda constantemente pois esta sujeita as evidências fósseis novas que podem ser encontradas. rsrsr
      O registro fóssil é obviamente incompleto e sempre será, mas de forma alguma especies surgem de repente. São conservados em registros exemplares que ainda sim estão relacionados a espécies acima e abaixo das camadas estratigráficas. Vemos seres mais simples nas camadas mais profundas e certo grau de complexidade vaia aparecendo gradualmente. Não que a evolução seja um progresso como pressuposto na concepção de scala naturae.
      Isto é tão evidente que o próprio Richard Owen na época de Darwin defendeu isto e cunhou o termo como homologia – arquétipos básicos em que deus havia criado variedades. Posteriormente ele ficou furioso quando sua tese explicava não só explicava a disposição dos fósseis nas camadas, mas também porque se alinhou com a geologia de uma terra com milhões de anos. https://netnature.wordpress.com/2017/05/15/como-o-criacionismo-estruturou-as-maiores-evidencias-da-evolucao/
      O fato de encontrar somente alguns fósseis – e não todos – de um continuum não diz que as espécies surgiram repentinamente, mas que os registros do processo natural são interrompidos.
      Uma coisa é o processo evolutivo, outra é a fossilização. Não confunda as duas coisas!!!
      Alguns destes fosseis de fato apresentam poucas mudanças e sobrevivem a diversas eras geológicas. Outras mudam pouco, e outras formam um continuum que é observável em filogenias e comparações com certas regiões do DNA das espécies vivas.

      8. Não foi convincente
      – Ok, envie um e-mail a Oxford reclamando a falta de competência deles na publicação do livro e escreva um explicando como deus criou os órgãos.
      Voce acha que evolução é como ocorre no X-men? A pessoa se expõe a radiação e saiu com algum órgão ou habilidade nova? rsrs
      Desculpe, mas me parece evidente que diante de taxas altas de radiação voce pega porções maiores de cromossomos e obviamente a taxa de mutações, deleções, translocações é infinitamente maior. E claro, há outros elementos que alteram o padrão e a frequencia de expressão genica. Em borboletas expostas a radiação de Fukushima houve variações no numero de cromossomos. Muitos exemplares morreram, mas algumas se mantiveram vivas e até hoje transmitem as variações entre as gerações. Como esta espécie em particular se comportara no futuro não sabemos, mas seria interessante que os japoneses acompanhassem.
      Sugiro que leia sobre o assunto!

      9. Os dois últimos pontos podem ser resumidos assim: A ciência é deslumbrante. Há biólogos, ortopedistas, músicos, paleontólogos, médicos, arqueólogos, etc., que antes ateus, no entanto agora reconhece a existência de Deus ao se aprofundar no conhecimento com profunda humildade e admiração pelo Criador.
      – No entanto, há pessoas como eu: biólogo, músico e que saíram de uma tradição cristã e começaram a questionar o tipo de afirmação que era nos dada na forma de verdade absoluta.
      Mas concordo com voce no ponto em que diz que a ciência mal orientada e mal utilizada leva aos caos…. assim como fizeram com a filosofia ou mesmo a religião para justificar atrocidades.
      Mas não sei até que ponto a bíblia fala de ciência. Até porque a ciência como conhecemos surge somente muito tempo depois da bíblia.

  6. Obrigado por responder as questões levantadas. É bom dialogar respeitando o ser, seus conceitos. Mas chegamos a um ponto em que os dois lados expôs sua visão bem detalhada. Cabe aos leitores usar de bom critério e ver o que tem mais sentido. Quero honrar o Criador pois todas suas criações revelam o imenso amor nas variedades de sabor, cores, som, e beleza, para o deleite de suas criaturas inteligentes. Quero ver o cumprimento de suas profecias, como a restauração do planeta num lindo paraíso conforme Apoc. 11:18 em arruinará os que arruinam a terra. Desejo a você e sua família tenha essa esperança e dê a Jeová Deus todo mérito que ele merece!

    • Obrigado pelo dialogo. Bem, nem eu nem a ciência fazemos profecias, considerando que profecia parte como definição de uma predição do futuro que se crê com base em inspiração divina. São potenciais que podem ou não se desenrolar conforme a ciência avança.
      De qualquer modo um grande abraço a voce e que tenha uma boa vida!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s