ESTUDO REVELA QUE GRUPO DE INDONÉSIOS POVOOU MADAGASCAR HÁ 1,2 MIL ANOS. (comentado)

Segundo cientistas, foi confirmada a existência de laços genéticos entre malgaxes e indonésios por meio da análise do genoma mitocondrial.

Um grupo de indonésios atravessou o Oceano Índico por acidente há 1.200 anos e deu origem à população de Madagascar, segundo um estudo de genética comandado pelo cientista neozelandês Murray Cox.

Madagascar é uma ilha situada a cerca de 400 quilômetros de Moçambique e fica a oito mil quilômetros distante da Indonésia.

As relações entre os madagascarenses e os indonésios eram conhecidas há muito tempo pelos cientistas, que constataram semelhanças culturais como a forma de cultivar o arroz e a elaboração dos xilofones, além do uso de dialetos de Austronésia pelos habitantes de Madagascar.

O cientista Murray Cox, da Universidade de Massey, na Nova Zelândia, disse à Agência Efe que sua pesquisa conseguiu confirmar esses laços genéticos através da análise do genoma mitocondrial de 300 malgaxes e três mil indonésios.

Cox explicou que os estudos comprovaram que “a maior parte das sequências de DNA era mais parecida aos tipos genéticos da Indonésia”, apesar de apontar que “os malgaxes têm algumas variantes genéticas muito similares as dos habitantes da África”.

Para determinar o número de indonésios que viajaram a Madagascar há séculos, os especialistas usaram um software para simular as variações genéticas e assim descobriram que as primeiras colônias se estabeleceram há 1.200 anos.

Cox afirmou que o fator mais surpreendente da pesquisa foram os resultados da análise do genoma mitocondrial, herdado apenas por via materna, que apontou que havia “somente 30 mulheres indonésias”.

“Apesar de não termos o número exato, sabemos que essas ‘mães fundadoras’ eram acompanhadas de homens indonésios”, ressaltou Cox.

Várias teorias anteriores sugeriam que Madagascar tinha sido povoada durante várias ondas migratórias provenientes da Indonésia durante um longo período de tempo.

“Achávamos que essa colonização estava relacionada de alguma maneira com a Rota da Seda (a milenar rota comercial entre a Ásia e a Europa) ao longo das costas do Oceano Índico”, explicou Cox, acrescentando que “essa teoria é menos convincente” após a descoberta dos resultados dessa pesquisa.

“Agora sabemos que Madagascar foi colonizada por um grupo muito pequeno de pessoas” que, talvez, tenham chegado por “acidente” da Indonésia em uma travessia pelo Oceano Índico e até é possível que todos tenham viajado em “apenas uma embarcação”, indicou o cientista neozelandês.

Os especialistas sabem que as correntes marinhas no Índico arrastaram, no passado, pessoas e objetos da Indonésia para Madagascar, como o sobrevivente de um naufrágio em Java que acabou na ilha africana e os restos de bombardeios japoneses em território indonésio arrastados para o outro lado do oceano.

A história da humanidade não tem registros da existência de Madagascar nos primeiros séculos. Nenhum documento romano sobre a região do Índico a menciona e as primeiras referências aparecem nos textos do geógrafo árabe Muhammad al Idrisi (1100-1165 ou 1166).

O explorador português Diogo Dias (1450-1500), irmão de Bartolomeu Dias, foi o primeiro europeu a avistar Madagascar, uma ilha que o navegante árabe Ahmad ibn Majid descreveu como “o limite das regiões desabitadas do mundo”. 

Fonte: Estadão

.

Resenha do autor

A fauna de Madagascar é um mosaico de migrações que ocorreram desde o fim do Cretáceo até os dias de hoje.

Esse estudo acima aponta que até a colonização humana parece ter sido um acidente. De fato, a colonização pode ocorrer através de ilhas flutuantes no caso dos animais e por humanos jangadeiros perdidos como demonstrou o DNA mitocondrial.

As evidencias realmente são fortes considerando o que o DNA mitocondrial nos mostra, as correntes marinhas e o caminho feito por objetos dentro desse grande deslocamento de águas. São evidencias fortes de sua colonização.

É uma grande ironia saber que toda população de Madagascar descende de cerca de 30 indivíduos indonésios, pois a Indonésia é o maior país muçulmano e Madagascar é 85% cristão.

Para saber mais sobre Madagascar veja LA FAUNA DE MADAGASCAR LLEGÓ A BORDO DE TRONCOS O ISLAS VEGETALES e A ORIGEM E A CARACTERIZAÇÃO BIOGEOGRAFICA DE MADAGASCAR

 .

Scritto da Rossetti

Palavra chave: NetNature, Rossetti, Madagascar, Colonização, População, Indonésia, DNA mitocondrial.

2 thoughts on “ESTUDO REVELA QUE GRUPO DE INDONÉSIOS POVOOU MADAGASCAR HÁ 1,2 MIL ANOS. (comentado)

  1. DE grão em grão …
    A CIÊNCIA ATÉ HÁ POUCA ESTAVA CERTA QUE O HOMEM TEVE SUA ORIGEM NA ÁFRICA, E AGORA DESCOBRIMOS QUE PARTE DA POPULAÇÃO DA ÁFRICA VEIO DA INDONESIA!
    Toda lambança vem da premissa careca de que a Vida na Terra é um acaso da natureza. Até os portugueses famosos pelas burrices, QUANDO COLONIZARAM O BRASIL PROCURARAM DISTRIBUIR A POPULAÇÃO POR TODO O LITORAL, e a “mãe natureza mais burra e cega” que Dawkins, teria habitado a Terra com um único indivíduo humano, ou na África ou no Oriente Médio com Adão?!! E a genética do indonézio é diferente da genética do africano?
    COM TANTAS FALHAS, AINDA A SELEÇÃO NATURAL É UM DOGMA DE FÉ?
    Não questiono as pesquisas, questionou a lambança doutrinária. Afinal qual o problema do indonésio aparecer na África, o africano na Indonésia, o japones na Amazônia etc. etc.? VAI PROVAR O QUÊ? A seleção natural? Ou já está mais do que claro que a população humana na Terra surgiu em vários pontos isolados, E POR ACASO?

    arioba.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s