OVOS CAUSARAM A EXTINÇÃO DOS DINOSSAUROS. (comentado)

Na época em que os dinossauros eram os verdadeiros senhores de nosso planeta, seus filhotes eram bem pequenos. Segundo cientistas da Universidade de Zurique, Suíça, os bebês dinossauro eram até 2.500 vezes menos pesados que seus pais, no caso do titanossauro, que pesava cerca de quatro toneladas.

E esse pode ter sido o motivo decisivo por trás da vitória evolutiva dos mamíferos sobre os dinossauros.

De acordo com o biólogo Marcus Clauss, responsável pela pesquisa feita na Suíça, as limitações físicas do tamanho dos ovos dos dinossauros fizeram com que tivessem filhotes pequenos. “Alguns saiam de seus ovos pesando só 2 ou 10 quilos”, conta o pesquisador.

Por isso, durante seu crescimento, os filhotes tinham de competir por comida com animais adultos de outros grupos e com os filhotes dos mamíferos, que não precisavam competir, já que mamavam em suas mães.

Isso significou que todas as categorias de animais pequenos e médios estavam ‘ocupadas’, o que não deixava espaço para os pequenos dinossauros prosperarem, como defende o estudo, publicado na revista “Biology Letters”. “Existia espaço no ecossistema para os pequenos, mas, nesse cenário, o espaço foi ocupado por adultos ou filhotes maiores de outros animais”, explica Clauss.

.

Antes ou depois do meteorito?

O evento catastrófico que liquidou as formas de vidas na Terra aconteceu há cerca de 65 milhões de anos. Tal extinção, ocasionada por um meteorito que caiu sobre o planeta, ficou conhecida como extinção Cretáceo-Terciário. A consequência desse choque com o meteorito foi fundamental: uma camada de cinzas e pó filtrou a luz solar, causando um inverno que resfriou o planeta e que secou a vegetação.

Relacionado a isso, os cientistas não conseguem chegar a um veredito sobre a morte dos dinossauros. Teriam esses animais morrido antes ou depois do meteorito chocar-se com a Terra? Se morreram antes, uma razão plausível é a sugerida pelo cientista de Zurique com a pesquisa.

Mas uma pergunta que ainda tira o sono dos especialistas é: como os mamíferos sobreviveram e por que os dinossauros não? [Telegraph]

Fonte: Hypescience

.

Resenha do autor

Os mamíferos tiveram um sucesso reprodutivo muito maior e isso foi fundamental para a sua radiação terrestre. No momento em que dinossauros e mamíferos co-existiam, estes últimos tiveram sucesso evolutivo justamente pelas suas dimensões corporais.

Alcançar a vida adulta era simples já que a demanda energética que os filhotes necessitam para alcançar a vida adulta era bem menor. Animais do tamanho de ratos ou esquilos alcançavam a maturidade sexual sem necessitar aumentar seu peso em toneladas como acontecia com os dinossauros ou como veio a acontecer após a radiação adaptativa dos mamíferos após o Cretáceo, onde ganharam grandes dimensões.

Outro fator que foi fundamental é justamente quantidade de filhotes por prole. Mamíferos dão a luz a uma quantidade de filhotes que poderia ser maior que a dos dinossauros e com ciclos reprodutivos em menor intervalo de tempo.

O fato da mãe oferecer uma reserva alternativa de nutrientes através do leite também é um fator fundamental no sucesso adaptativo.

Enquanto a reserva alimentar do grupo dos répteis contava com o vitelo, que é uma reserva de nutrientes  para alimentar o embrião, nos mamíferos após o nascimento eles podiam contar com uma reserva direta da mãe e cuidado mais intenso com a prole.

São detalhes que apesar de pequenos contam muito em um ambiente hostil como foi o Cretáceo principalmente.

Com a extinção dos dinossauros e nichos abertos os mamíferos começaram a se radiar e transforma de tal forma que abarcaram em diversas dimensões, comportamentos e estilos sociais.

.

Scritto da Rossetti

Palavra chave: NetNature, Rossetti, Mamíferos, Dinossauros, Reprodução, Nutrição, Evolução, Ovos.

One thought on “OVOS CAUSARAM A EXTINÇÃO DOS DINOSSAUROS. (comentado)

  1. Veja como as hipóteses mudam quando se mudam também as premissas. Partindo-se da hipótese para mim mais provável que a vida é um “projeto inteligente”, a “evolução” das espécies aconteceram por etapas de “experiências”, vamos dizer que afinal as inteligências muito mais evoluídas do que os homens, evidendemente, NÃO ERAM DEUSES, e também seriam inteligências em evolução. Então, os projetos “orgânicos” aconteciam na base de “vamos ver como funciona”, e é claro que quando uma espécie não atendia direito ao esperado, essa espécie era simplesmente “deletada”. As espécies tem a função de garantir a vida na Terra, e é para isso que evoluem. É por causa disso que a ciência não consegue entender qual a utilidade denqualquer ser-vivo na Terra, aprte da premissa de que tudo é “por acaso”, e acho claro que não é.
    A questão dos répteis parece clara, A TERRA HABITADA PREIORITARIAMENTE POR ELES, NÃO FUNCIONAVA DIREITO, principalmente depois que surgiram os mamíferos, que logo dominaram o pedaço. Vamos dizer que os mamíferos tenham sido o “automóvel” depois da carroça nos nossos termos de artefatos, e aqui também, os automóveis acabaram vencendo a luta pela, que evidentemente não teve seleção alguma, menos natural .
    Os brutamontes com certeza deixaram de existir pela completa “inutilidade” para garantir a vida na Terra. Se foi pelo meteorito (há quem diga que já estariam praticamente extintos quando aconteceu esse evento) ou não pouco importa. Acho que seria o fim também das baleias, se tudo corresse por conta da tal “seleção”, o homem, contudo, pode mudar um pouco, PARA ISSO TEM INTELIGÊNCIA COMO OS “CRIADORES DE TUDO”. A questão dos ovos dos dinossauros decorre de nosso pouco conhecimento sobre a coisa. Uma árvore de 40 m de altura tem origem numa sementinha que pode pesar algumas gramas, não acho que ovos ou filhotes seriam a causa da extinção, MAS UM ERRO DE CÁLCULO, ou as espécies duraram enquanto era úteis!
    AS COISAS PARA ACONTECEREM NO UNIVERSO TÊM QUE USAR OS OBJETOS E ENERGIAS OU FORÇAS DO PRÓPRIO UNIVERSO, ninguem inventa nada. Até o homem para fazer suas coisas, tem que usar o que está disponível aqui mesmo, tanto como matéria como também como energia. Fazer um planeta “trombar com outro” me parece uma forma de fazer acontecer coisas no nível astronômico, a questão é como isso pode ser “controlado”, com nossa ciência, nem pensar, até bombas feitas por ela acabam sem controle!!
    Quer dizer, mudando a premissa, AS HIPÓTESES MUDAM AUTOMATICAMENTE, e qualquer que seja, entretanto, sofre do mesmo problema, NÃO SE TEM COMO COMPROVAR OU COSNTATAR, APENAS ACREDITAR!! Estou comentando em forma jocosa, mas a coisa é séria, A PREMISSA DO “ACASO” NÃO BATE COM NADA E GERA OS ENIGMAS E MISTÉRIOS DA PRÓPRIA NATUREZA. “Entender”precede “saber”, se começamos por entender errado, também vamos saber errado.
    Imagine que extra-terrestre fosse entender como surgiu o automóvel. Vai ficar cossando a cuca como o “burro evoluiu em motor”, se adotar a evolução de Darwin!!

    arioba

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s