A LITTLE CHALLENGE TO CREATIONISTS (Um pequeno desafio aos criacionistas)

creationst

Tenho me deparado com muitas alegações de que é possível encontrar traços de inteligência em processos naturais, e que podem testados cientificamente. Entretanto, não tenho encontrado defensores do designer inteligente (e do criacionismo) defendendo por quais razões, e como tal processo ocorreria. Se tudo foi criado segundo uma finalidade, uma perspectiva divina, encontraríamos defensores de tal cosmo-visão traçando um perfil a partir de evidências claras e não sinuosos caminhos pelo qual um projetista trabalha.

Se tudo foi projetado sob a melhor forma possível por um designer inteligente, como podemos encontrar falhas de projeto? Se a Terra foi criada para nos abrigar intencionalmente, porque 80% das fontes de água são salinas? Porque a melhor forma de eliminação do nitrogênio que nosso corpo encontrou é feita pela urina e não pelas vias aéreas? A optimização sim sugeriria um processo intencional. Então, de onde surgem tantas falhas (ou ineficácia) de projeto que supostamente deveriam ser fixas e biologicamente perfeccionistas criadas pelo projetista?

Pensando nisto, propus um pequeno desafio aos criacionistas á alguns anos como uma forma de retrucar um desafio que foi lançado (por um pastor) aos evolucionistas de compreender a evolução da metamorfose dos artrópodes holometabolos, especialmente borboletas. Este desafio foi respondido em dois texto (aqui e aqui).

Proponho então um debate em que ambas as partes se disponibilizem a discutir tal assunto aqui, deixando suas evidências e artigos científicos que sustentem tais premissas.

Considerando que os criacionistas se assumam como defensores de um setor científico (ainda que isso seja negado no meio acadêmico) o desafio que proponho a que se explique cientificamente (metodologicamente e metódicamente falando) porque razões e por quais mecanismos o projetista inteligente criaria peixes cavernícolas cujos olhos são vestigiais e infuncionais e porque razões espécies irmãs deles de ambiente iluminado não tem olhos infuncionais?

Qual o propósito? Como e porque tal processo ocorre na natureza? Que evidencia temos de sua projeção? Como esta conclusão “científica” respeitaria a metodologia científica e os fundamentos Popperianos?

Boa sorte a todos!!!

Astyanax mexicano

Astyanax mexicano

English version

I have encountered many claims that it is possible to find traces of intelligence in natural processes, and scientifically tested. However, I have found advocates of intelligent designer (and creationism) advocating for what reasons, and how such a process would occur. If everything was created according to a purpose, a divine perspective, we would find advocates of such worldview creating a profile from clear evidence and not meandering paths by which a designer works.

If everything has been designed in the best way possible by an intelligent designer, why we find design flaws? If the earth was created to shelter us intentionally, why 80% of water sources are saline? Why the best way to eliminate the nitrogen found that our body is made by urine and not through the airways? The optimization rather suggest an intentional process. So where so many failures arise (or ineffectiveness) of the project that were supposed to be fixed and biologically perfectionists created by the designer?

Thinking about this, I proposed a little challenge to creationists will a few years as a way to talk back a challenge that was released (by a pastor) to evolucionists to understand the evolution of metamorphosis in arthropods, specially holometabolos, and more specially in butterflies. This challenge was answered in two text ( here and here).

I propose then a debate in which both parties make themselves available to discuss this issue here, leaving their papers and evidence to support these assumptions.

Whereas creationists are assumed to be defenders of a scientific sector (although this is denied in academia) challenge I propose to explain it scientifically (and methodically methodologically speaking) why the reasons and mechanisms by which the intelligent designer would cave fish whose eyes are vestigial and infuncionais reasons and because of their sister species has no eyes lit environment infuncionais?

What is the purpose? How and why this process occurs in nature? What evidence we have of its projection? As this conclusion “scientific” respect the scientific methodology and fundamentals Popperians?

Good luck to all!!

14 thoughts on “A LITTLE CHALLENGE TO CREATIONISTS (Um pequeno desafio aos criacionistas)

  1. Caro Rossetti, trata-se de dividir o assunto em duas partes. Se você quer discutir o assunto com criacionistas, então são eles que devem ou não aceitar o desafio. Contudo, se você quer discutir duas opções colocadas na prática sobre o Universo e por tabela os seres-vivos também SEREM PROJETOS INTELIGENTES, PORTANTO, PLANEJADOS E COM FINALIDADE OU UTILIDADE, então vai aí alguns comentários a respeito.

    Primeiro a contestação do “mero acaso” ou do “relojoeiro cego”, depois por que o Universo e os seres vivos são PROJETOS INTELIGENTES, PLANEJADOS E COM UTILIDADE COMO QUALQUER COISA QUE O HOMEM FAÇA.

    Tirando os criacionistas do circuito, SE DEUS FOSSE O TAL DESIGNER, VOCÊ DE FATO PODE PERGUNTAR, COMO UM DEUS INFINITO PODERIA FAZER “BESTEIRAS” QUE DEPOIS TERIA QUE CORRIGIR? Seria um “deus” em evolução?

    O grande problema dos evoluciionistas que automaticamente se tornaram também ateus, É QUE ALGO NÃO SENDO DO HOMEM QUE DE FATO É INTELIGENTE, OU SÓ TERIA NA OPÇÃO CRIACIONISTA FURADA, OU O NADA OU ACASO NA OPÇÃO EVOLUCIONISTA que teria que fazer o mesmo milagre do Deus Infinito, IGUALMENTE FURADA. Fica, portanto, implícito a besteira que somente o homem pode fazer coisa inteligente, o resto no Universo ou natureza ou é obra de Deus ou de nada que eria que ser outro “deus igual”.
    A pergunte infantil e simples, SE NÃO FOI O HOMEM QUE FEZ PRATICAMENTE TUDO O QUE ESTÁ NA NATUREZA E NO UNIVERSO, SE NÃO FOI DEUS PORQUE NÃO PODERIA FAZER BESTEIRAS QUE TIVESSE QUE ARRUMAR e muito menos um “nada” igual a esse Deus, MAS AS COISAS ESTÃO AÍ FEITAS, ENTÃO, O QUE OU QUEM FEZ?
    Se você puder me contestar o raciocínio, podemos começar a discutir.
    Para isso tenho que lhe adiantar que é preciso que se faça uma definição do que seja Vida ou Ser-Vivo, que a ciência diz “NÃO SABER”. Depois você teria que me explicaar qual a diferença real entre um organismo material feito pelo homem, POR EXEMPLO, O AUTOMÓVEL, e o corpo de algum animal, até o próprio homem, que o guru Dawkins disse que a diferença é que um é feito de carne e osso! Depois você teria que me explicar se UM AUTOMÓVEL MAIS SEU MOTORISTA SERIA OU NÃO SER-VIVO SIMILAR AO PRÓPRIO HOMEM, INCLUSIVE COM A MESMA INTELIGÊNCIA. que até o próprio Sagan defendeu.
    Então, se o homem como motorista pode dar vida a um automóvel, ou um computador ou até a um estilingue, SERÁ QUE O CORPO DO SER-VIVO ENQUANTO VIVO TAMBÉM NÃO TERIA UM “MOTORISTA” IGUAL AO AUTOMÓVEL?

    Resolveríamos o problema de que o ser-vivo não é um mero acaso de porcaria nenhuma, mas ficaria ainda uma questão “qual a utilidade”? Sem milongar muito, você saberia qual seria a utilidade de um OVNI se caisse no seu quintal? E o fato de você não saber, NÃO TERIA UTILIDADE ALGUMA? Mas você entenderia que aquele OVNI não poderia ser “mero acaso de porcaria nenhuma, e algo claramente inteligente”?
    Então entender demanda apenas inteligência, SABER DEMANDA CONHECIMENTO. Para conhecer você precisa de inteligência, para ENTENDER NÃO PRECISA SABER, você pode não saber bulhufas do OVNI, mas entender que se trata de um “ojbeto feito por alquém inteligente”, OU NÃO?

    E aí vem o Universo.
    Se está aí e podemos constatar (a coisa complica um pouco se está aí e não temos como constatar, exceto indiretamente como a gravidade, a temperatura, os fantasmas etc. etc.), ALGO OU ALGUÉM O FEZ. Esperar que um “nada” faça o milagre que se nega a um Deus Infinito, no mínimo se está confundindo alhos com bugalhos. Se até um OVNI entendemos que tenha que ter sido feito “por alguém”, um automóvel, um computador ou estilingue também, COMO ENTENDER QUE UM SER-VIVO OU PLANETA, OU ESTRELA OU SEJA LÁ O QUE FOR POSSAM SER OBRA DE UM MERO ACASO OU DE “RELOJOEIRO BURRO E CEGO”?
    E se o automóvel ou o estilingue teve como origem a inteligência do homem, e como utilidade para sua própria necessidade, POR QUE O RESTO MUITO MAIS ELABORADO, MAIS BEM FEITO, MUITO MAIS ANTIGO ETC. não pode ser obra de algo tão inteligente como o homem, E PARA SUA PRÓPRIA UTILIDADE? Talvez você possa me explicar.
    Se a questão nestes termos pode dar samba, e você não tem como explicar, AÍ PODEMOS DE FATO COMEÇAR UMA TROCA DE IDÉIAS. Contudo, se a sua intenção como evolucionista é fazer discussão inútil e supérflua com criacionistas, então, vá em frente, essa discussão já roda mais de século e não saiu do lugar, e pode ainda durar mais alguns séculos sem sair do lugar, NÃO SERVE MESMO PARA NADA!
    Sabe aquela figura de dois burrinhos amarrados por um corda e com dois montes de feno opostos? SEM INTELIGÊNCIA, AMIGO, É PERDER TEMPO, E O UNIVERSO É UM DESIGN SIM SENHOR, SÓ QUE NÃO NEM DE DEUS INFINITO, MAS MUITO DE UM “REOLOJOEIRO BURRO E CEGO”.

    Fica um dúvida no seu texto sobre “traços de inteligências em processo naturais”. Do que se está falando mesmo? O QUE VOCÊ ENTENDE POR PROCESSOS NATURAIS? Coisas que “caem do céu por acaso”?
    SE TUDO É INTELIGENTE, DESAPARECE O “NATURAL”, E EVIDENTEMETNE A “SELEÇÃO NATURAL” VIRA ABOBRINHAS! O homem já não está “criando espécies” e há séculos, E TUDO POR SELEÇÃO NATURAL DO QUÊ? Mas acontece que o homem não “cira espécies novas”, apenas modifica as existentes. E POR QUE SÓ FAZ ISSO? SIMPLESMENTE PORQUE AINDA NÃO SABE FAZER MAIS DO QUE ISSO? IMAGINE A CIÊNCIA DAQUI A MILHÃO DE ANOS! Não estamos encantados com o DNA que já funciona há mais de 4 bilhões de anos?
    E o que acontece na célula é um processo “químico da vida” como estão dando a entender o “biosquímicos”? E você já viu algum processo químico “natural”, sem trabalho algum atrás dele? MOSTRE-ME UM APENAS, e voce terá descoberto o tal moto contínuo! Tire as bactérias e virus das células de um corpo vivo, E VOCÊ CONSEGUIRiA METABOLIZAR QUALQUER PROCESSO DE VIDA NA CÉLULA? Então, quem “trabalha lá” são esses micro-organismos, para que a reação química possa acontecer. Deixe uma caixa de fósforo em cima da mesa, E VAI ACENDER ALGUM PALITO?
    Você acha que se um químico conseguir obter um “célula” similar a uma célula orgânica num sopa de urina e outros bichos, SIGNIFICA QUE AQUELA CÉLULA É “VIVA” APENAS POR ISSO? E se você tirar um célula de um gato que é vivo, E DEIXAR ESSA CELULA NUMA SOPA DO QUE QUER QUE SEJA, ESSA CÉLULA VAI SE TORNAR VIVA POR ISSO?
    É isso tudo que observamos na natureza sem saber como, e por isso TEMOS QUE ENTENDER QUE É POR MERO ACASO BURRO DA NATUREZA, MESMO QUANDO O HOMEM FAZ SUAS COISAS E PARA FUNIONAREM, TEM QUE ATENDER AS MESMAS LEIS DO UNIVERSO, SENÃO NÃO FUNCIONAM? E onde há lei por necessidade, A LEI OCORRE POR MERO ACASO DE UM RELOJOEIRO BURRO E CEGO? E NÃO É ISSO QUE OS EVOLUCIONISTAS QUEREM DIZER?

    Não tenho procuração e se tivesse não aceitaria para defender idéias equivocadas criacionistas iguais às dos evolucionistas, portanto, se sua discussão é endereçada aos criacionistas, desconsidere os comentários, se contudo, quer discutir sobre inteligência, design intelligent etc., até podemos começar.
    Para mim o “Deus Infintio do criacionista que pode fazer besteiras”, e o “deus nada” dos evolucionistas que pode “fazer as mesmas coisas”, NÃO VEJO DIFERENÇA ALGUMA DO PONTO DE VISTA DE INTELIGÊNCIA.
    Para entender as coisas só precisamos da inteligência, PARA SABER, É PRECISO TAMBÉM TRABALHO ETC. Podemos entender quase tudo de forma inteligente, SABER É OUTRA COISA, que julgo ser o paradigma da ciência. MAS SEM ENTENDER, NÃO SE PODE TAMBÉM SABER, mesmo com trabalho. Essas coisas começaram com o homem adâmico ou agrícola, até lá, ÉRAMOS MEROS ANIMAIS QUASE IRRACIONAIS, como quaisquer outros.

    arioba

    • Caro Adriano a frase de fato não é minha, mas apenas a conclusão que chega a própria ciência quando investiga a espécie humana.
      arioba

  2. Amigos, esse desafio não tem nada de desafio… Não sabemos se Deus criou peixes cavernícolas com olhos atrofiados, pode ser – ou não – que a atrofia dos olhos seja, sim, uma mudança na espécie decorrente do ambiente, da própria seleção natural ou outro mecanismo. O criacionismo e o DI não negam isso, assim como não negam a microevolução. Mudanças adaptativas desse tipo são reais na natureza e, pelo que entendo, não provam – como querem os evolucionistas – a macroevolução (uma espécie produzindo outras completamente distintas, gerando novos grupos de seres). Justamente por isso o evolucionismo precisa de uma terra excessivamente velha, para justificar o injustificável: forçar a conclusão de que pequenas modificações dentro de uma mesma espécie podem, com um tempo suficientemente longo, acumular-se de tal forma que acabam produzindo um novo ser vivo bem diferente… Os evolucionistas persistem nesse equívoco, alegando que fatos óbvios como a resistência bacteriana ou a atrofia de um órgão sejam “provas” da teoria da evolução… Não são. Nem de longe. Quanto às “besteiras de Deus” que um comentarista aqui estranhamente mencionou, acredito que ele desconhece a abordagem filosófica e teológica (fartamente tratada na Bíblia pelos profetas, por Jesus e pelos apóstolos) de que, após a Criação, a queda do Homem causou uma degeneração física e biológica no ambiente e em toda a vida. Porém, como isso não pode ser tratado como ciência, de que adianta constar como argumento, não é mesmo?

    • É sim um desafio, afinal o criacionismo não é uma ciência? Estou apresentando um caso da natureza e que cietificamente deve ser possivel mensurar e estabelecer hipóteses a partir de evidencias retiradas de estudos cuja metodologia é especifica.

      Uma espécie produzindo outras COMPLETAMENTE diferente?
      Ao que me parece é claro a semelhança entre duas espécies de sagui, como Callithrix penicillata e Callithrix jacchus. Não use um exemplos saltacionistas para refutar macroevolução. Natura non facit saltum…. a evolução não afirma que bactérias deram origem a elefantes bem como não afirma que dois saguis transaram e nasceu um alemão de olho azul.

      Não precisamos de um conceito de Terra velha, a terra é velha por que as evidencias mostram isto, estude decaimento radioativo e veja como a datação mostra isto. Seria erroneo ter uma terra jovem com datações apontando escalas maiores que o tempo de existência do planeta. Não temos essa contradição cientifica, a datação aponta exatamente o que tem de apontar.

      Como assim não sabemos se Deus criou peixes cavernícolas com olhos atrofiados? Ele não é o criador de tudo?
      ” Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e TUDO o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou” Êxodo 20:11

      Véstigios são sim evidencias evolutivas, afinal a biologia do desenvolvimento esta relacionada a processos evolutivos, veja trabalhos de Sean B. Carroll biólogo especialista em biologia de desenvolvimento e evo-devo e como explica isto do ponto de vista molecular. As evidências apontam claramente para a macroevolução; conjuntos de genes homólogos em borboletas ( Jeffrey C. Oliver mail, Xiao-Ling Tong, Lawrence F. Gall, William H. Piel, Antónia Monteiro. A Single Origin for Nymphalid Butterfly Eyespots Followed by Widespread Loss of Associated Gene Expression. New York University, United States of America. August 16, 2012), especiação de drosophilas em laboratório (Dodd, D.M.B. (1989) “Reproductive isolation as a consequence of adaptive divergence in Drosophila pseudoobscura.” Evolution 43:1308–1311. aqui também Kirkpatrick, M. and V. Ravigné (2002) “Speciation by Natural and Sexual Selection: Models and Experiments” The American Naturalist 159:S22–S35 e também W.R. Rice and E.E. Hostert. (1993). “Laboratory experiments on speciation: What have we learned in forty years?”. Evolution 47: 1637-1653.)
      Existem diversos estudos de diferentes grupos de animais que apontam escancaradamente para isto. O fato de não podermos visualizar isso cotidianamente é porque a coisa toda ocorre ao longo de gerações e em grandes peróodos de tempo. Até ai, o fato de não pegar o ladrão em um flagrante não significa que não houve crime, as evidencias pontam para o ladrao bem como apontam para a evolução.
      Não estou pedindo abordagem filosófica ou teológica, quero simplesmente evidencias físicas, que mostrem o criacionismo como ciência…. isso me parece uma fuga de uma pergunta que o criacionismo não consegue responder.

      Criacionistas e biologos evolucionistas também participam desse debate em duas comunidades do Facebook; Criacionismo e Evolução biológica e Criacionismo (Links: http://www.facebook.com/groups/criacionismo/ ou ainda http://www.facebook.com/groups/396717627081158/) Participem do debate nessas paginas também!!!

  3. Os criacionistas insistem em dizer que a microevolução extrapolada para longos períodos geológicos não resulta em macroevolução,ou uma espécie dando origem a uma espécie completamente diferente.Eu me pergunto porque tomar essa decisão arbitrária?Temos a prova de que uma espécie pode dar origem a espécies diferentes,é só procurar por espécies em anel,além de muitas espécies cripticas que apresentam muitas características morfológicas.O que impede que uma espécie terrestre,por exemplo,que migra para água,não desenvolva nadadeiras aos poucos através dos membros,em,por exemplo,10 milhões de anos?Qual mecanismo ou lei diz que existe um limite para a evolução,como se a espécie travasse em evoluir?

    • Exato guilherme….Negam a macroevolução porque supostamente não dá pra ver uma espécie dando origem a outra, portanto seria uma premissa suspeita. Ai eles alegam que mesmo milhões de anos de microevolução não garantem a macroevolução… Ora mas se o tempo é usado como empecilho para negar o potencial da macroevolução então é também um empecilho para provar que microevolução não fomentem a macroevolução…sendo assim, nem a alegação dos criacionistas pode ser provada….. não da pra provar que a microevolução NÃO fomente a origem de espécies portanto ela poderia sim fomentar!!!

      Notem como o argumento é meramente oportunista, mas da mesma forma que não prova a macro evolução não prova que a microevolução não origan novas espécies pelos milhões de anos que a coisa ocorre…dai então olhamos para qual dos dois opostas as evidências biológicas apontam….Obviamente para a macroevolução, basta olhar os últimos 150 anos de publicações da biologia evolutiva!!!!

  4. TESE DO TRECHO EVOLUTIVO – (SODRE, 2013) – DESAFIO AOS NEODARWINISTAS -DEFESA DE LIMITES NA EVOLUÇÃO NAS PONTAS E NOS TRONCOS- DESCONTINUIDADES FUTURAS E DO PASSSADO FILOGENÉTICO- Resumo: A tendencia é que as especies, cada vez mais se isolem umas das outras. Você consegue cruzamentos entre gêneros diferentes, quase que apenas artificialmente. No recuo do tempo também vai ocorrendo um isolamento por volta do tronco familiar, resultando tanto numa descontinuidade filogenética no recuo do tempo (tipos archeobásicos), como no avanço, o que indica o fato de que as evoluções, bio-modifcações, adaptações, sub-especiações, ocorrem apenas no “trecho evolutivo” que vai de um tronco (em geral próximo ao táxon “familia” e vai até aos galhos (gêneros e especies) . Muitos destes galhos (especies), se extinguem por já terem esgotado capacidade de adaptar-se, modificarem, derivarem, variarem, serem eliminados/selecionados. Ocorre neste trecho evolutivo, um esgotamento de patrimônio genético pelo processo de especiação, que vai empobrecendo cada vez mais o patrimônio genético. A entropia na informação genética vai acumulando doenças, mutações, aumentando a frequência de alelos deletérios nas populações, aumentando a carga/fardo genético, que a seleção natural não foi capaz de filtrar, resultando em extinção e outros aspectos deletérios nas que sobrevivem. http://sodregoncalves.rede.comunidades.net/index.php?pagina=1399541571

    • Ja conversamos sobre isto, e isto não é ciência!! Sua tese não explica porque existem peixes com vestigios de olhos. Entropia fala de aproveitabilidade de energia e um determinado sistema e nao de perda ou ganho de variabilidade genetica ou de complexidade de sistemas biológicos. Suatese cai por terra ao te lembrar que a glicose é uma molecula mais complexa que a sacarose, portanto aumento de complexidade, e nem por isso esta na contramão da termodinamica. Portanto, sua alegação é falaciosa ao extremo. Leia corretamente e entenda termodinamica!!!

  5. Referencias científicas desta tese:
    TESE DO TRECHO EVOLUTIVO – (SODRE, 2013) – DESAFIO AOS NEODARWINISTAS -DEFESA DE LIMITES NA EVOLUÇÃO NAS PONTAS E NOS TRONCOS- DESCONTINUIDADES FUTURAS E DO PASSSADO FILOGENÉTICO- Resumo: A tendencia é que as especies, cada vez mais se isolem umas das outras. Você consegue cruzamentos entre gêneros diferentes, quase que apenas artificialmente. No recuo do tempo também vai ocorrendo um isolamento por volta do tronco familiar, resultando tanto numa descontinuidade filogenética no recuo do tempo (tipos archeobásicos), como no avanço, o que indica o fato de que as evoluções, bio-modifcações, adaptações, sub-especiações, ocorrem apenas no “trecho evolutivo” que vai de um tronco (em geral próximo ao táxon “familia” e vai até aos galhos (gêneros e especies) . Muitos destes galhos (especies), se extinguem por já terem esgotado capacidade de adaptar-se, modificarem, derivarem, variarem, serem eliminados/selecionados. Ocorre neste trecho evolutivo, um esgotamento de patrimônio genético pelo processo de especiação, que vai empobrecendo cada vez mais o patrimônio genético. A entropia na informação genética vai acumulando doenças, mutações, aumentando a frequência de alelos deletérios nas populações, aumentando a carga/fardo genético, que a seleção natural não foi capaz de filtrar, resultando em extinção e outros aspectos deletérios nas que sobrevivem. http://sodregoncalves.rede.comunidades.net/index.php?pagina=1399541571

    1. http://www.creationbiology.org/

    2.http://www.creationresearch.org/crsq/articles/43/43_3/baraminology.htm

    3.http://objectiveministries.org/creation/baraminology.html

    4.http://www.bryan.edu/771.html

    5.http://www.creationresearch.org/crsq/abstracts/sum34_4.html

    6.http://www.creationresearch.org/crsq/articles/37/37_2/baraminology.htm

    7.http://www.creationbiology.org/

  6. Isso parece uma mistura de lamarckismo,com mutacionismo,com “não o quê”…Ora,é óbvio que devemos esperar que famílias não se cruzem,afinal,se cruzamentos com descendentes férteis acontecem,os híbridos formariam uma ponte entre as espécies e criariam um atalho para o fluxo gênico,homogeneizando as duas populações e tornando as duas espécies em uma só.Se duas linhagens adquirem caminhos evolutivos distintos,elas acumularão mutações e proporções alélicas próprias,de modo que quando se cruzem,haja a incompatibilidade do híbrido por,por exemplo,estruturas e números cariotípicos incompatíveis.O seu último trecho se não me engano faz alusão à Catraca de Muller – no qual organismos assexuados adquirirem cada vez mais mutações deletérias- ,para explicar a vantagem do surgimento do sexo

  7. Caro Rossetti
    ,

    nos tempos em que debatia o tema no orkut, já havia proposto a mesma situação, a respeito de peixes cegos, citando a mesma espécie (no caso, o caracídeo mexicano Astyanax fasciatus). E apenas para ilustrar o tema: A espécie citada nasce com olhos funcionais, que são recobertos posteriormente. A causa disso ainda não está esclarecida. Algumas outras espécies cavernícolas nascem com olhos atrofiados (em geral, pequenos e insuficientes para esses peixes perceberem algo na presença de luz), como muitos siluriformes cegos encontrados por cavernas de vários locais.

    Sobre o astyanax e seus olhos:
    http://link.springer.com/article/10.1007/BF00304625
    http://icb.oxfordjournals.org/content/43/4/531.long

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s