O ROSTO É ATRAENTE? A CULTURA DECIDE.

A preferência por rostos de homens muito masculino e mulheres muito feminino é uma aquisição recente, tipicamente ocidental, que parece estar relacionado com as condições de rápida urbanização, como demonstrado por um estudo de 962 indivíduos de 12 populações em todo o mundo de diferentes culturas, negando a hipótese de que seja resultado da seleção natural favorecendo a seleção social e sexual dos nossos antepassados.

Algumas das imagens digitalizadas de rostos utilizados no estudo (Cortesia Isabel Scott)]

Algumas das imagens digitalizadas de rostos utilizadas no estudo (Cortesia Isabel Scott)]

A psicologia evolutiva é um ramo da psicologia que estuda as características do comportamento humano em relação a eles mesmos como o resultado final de um longo processo evolutivo: do cuidado aos pequenos ao altruísmo, do assassinato a homossexualidade, não há recurso que não tem encontrado pelo menos em parte a consideração de outras espécies e, especialmente, em outros primatas. Consequentemente, a atratividade dos traços físicos do sexo oposto, de alguma forma pode ser o resultado de seleção natural e, portanto, universal. Mas uma nova pesquisa experimental publicado no “Proceedings of the National Academy of Sciences escrita por Isabel Scott, da Universidade Brunel, Uxbridge, Reino Unido, mostrou que a preferência em homens com traços bem masculinos e mulheres com muitos traços femininos surgiu apenas recentemente em termos evolutivos, e é típico da percepção ocidental. Os autores submeteram uma bateria de testes em 962 indivíduos de 12 populações em todo o mundo de diferentes culturas, desde o mais primitivas até as mais avançadas.

Com um software especial, Scott e seus colegas modificaram uma série de imagens digitais de rostos, de cinco etnias diferentes, pedindo a suas cobaias para dizer quais foram os mais atrativos e quais são os mais agressivos. “Descobrimos que nem todos colocaram a mesma ênfase do “tipicidade sexual” sobre as mulheres e homens definindo como muito feminina e muito masculina”, disse Andrew Clark, pesquisador da Brunel University de Londres e co-autor do estudo. “Muitas vezes, os indivíduos de ambos os sexos deram preferência a faces neutras, isto é, a menos caracterizada em termos sexuais.” Além disso, a percepção da associação entre masculinidade e agressão aumentou com o grau de urbanização dos indivíduos. “Estes dados refutam a ideia de que exagero dos traços sexuais foram importantes para a seleção social e sexual dos nossos antepassados “, disse Clark. “A preferência por rostos tipificados é um fenômeno fortemente novo em ambientes modernos. “Certamente não é um traço comum da história humana”. De acordo com os autores, onde foi fortemente urbanizado e, portanto, com uma alta densidade de indivíduos de populações expostas uma grande variedade de rostos desconhecidos cria contextos em que o sujeito é levado ou forçado a desenvolver uma sensibilidade perceptiva para as correlações sutis que possam existir entre as características faciais e comportamento dos outros.

Fonte: Le Scienze

6 thoughts on “O ROSTO É ATRAENTE? A CULTURA DECIDE.

  1. Mas cara… e eu vou gostar de uma mulher com rosto de homem? Putz! Bem, deixando um pouco de lado as piadinhas bobas, existem características secundárias que fazem a distinção entre homens e mulheres, como por exemplo:
    – homens têm musculatura, mulheres têm curvas;
    – homens têm voz grossa e mulheres, mas aguda;
    – mulheres tipicamente têm um rosto mais fino;
    – os pelos no corpo (homens normalmente têm mais);
    – barba;
    – seios.
    Mas como eu disse, são secundárias apenas, então mesmo se existir uma mulher (estranhíssima a meus olhos) que tenha as características sexuais secundárias tipicamente masculinas, a distinção mais perceptível é, certamente, os órgãos genitais.

    • kkkkk não, ele diz que mulheres tem preferência por rostos de homens mais masculinizados….e os homens tem preferências por mulheres com rosto muito feminino…e não que o homem vai gostar de mulher com rostos masculinos, ou o contrário.
      Isso me lembra o brasileiro dizendo que as mulheres de Portugal tem bigode. rsrrs Que é uma maldade absurda embora seja apenas piada. kkkkkk

      Quanto aos órgãos sexuais, ao que parece não é só isto que determina o sexo do indivíduo. O que define o sexo de alguém não é apenas o órgão sexual, mas o tipo de célula gamética que o indivíduo produz. Os casos em que há ambiguidade na genitália na determinação do sexo os médicos se pautam-se exatamente no tipo de célula que produz. Biologicamente o macho é determinado não pelo pênis mas pela produção de espemartozóides. Ainda que ele tenha nascido com uma genitália ambígua. E a mulher é determinada pela produção de óvulos, ainda que tenha genitália ambígua.
      Ai entram também as definições de orientação sexual (qual a preferência sexual dela) e a identidade de gênero (a qual sexo o indivíduo se sente pertencer).
      Eu tenho uma grande amiga que biologicamente é homem, mas sua identidade de gênero é mulher (ela se sente mulher aprisionada em um corpo masculino), e sua orientação sexual é sobre mulheres. É um transgênero lésbico. Uma mulher que nasceu biologicamente homem (e viveu grande parte da vida assim), mas que gosta de mulher e esta na fila de espera para tirar o p6enis fora e colocar uma vagina no lugar.
      Sexualidade é algo complicado de se definir pq parece não envolver somente o órgão mas a preferência, identidade e outros fatores, que não me arrisco a falar pois não faz parte do meu campo de atuação.

  2. Rossetti

    * Quanto aos órgãos sexuais, ao que parece não é só isto que determina o sexo do indivíduo. O que define o sexo de alguém não é apenas o órgão sexual, mas o tipo de célula gamética que o indivíduo produz. Os casos em que há ambiguidade na genitália na determinação do sexo os médicos se pautam-se exatamente no tipo de célula que produz. Biologicamente o macho é determinado não pelo pênis mas pela produção de espemartozóides. Ainda que ele tenha nascido com uma genitália ambígua. E a mulher é determinada pela produção de óvulos, ainda que tenha genitália ambígua.
    – Bem, eu já sabia que não era só a genitália (vida longa aos hermafroditas!) que definia o sexo, mas sim que geralmente é a parte mais notável.
    * Ai entram também as definições de orientação sexual (qual a preferência sexual dela) e a identidade de gênero (a qual sexo o indivíduo se sente pertencer).
    – Por acaso seria isso ideologia de gênero? Pois bem, se eu quiser ser um tigrão, então exijo que me identifiquem assim! Eu não me sinto humano, e sim um tigre.🙂
    * Eu tenho uma grande amiga que biologicamente é homem, mas sua identidade de gênero é mulher (ela se sente mulher aprisionada em um corpo masculino), e sua orientação sexual é sobre mulheres. É um transgênero lésbico. Uma mulher que nasceu biologicamente homem (e viveu grande parte da vida assim), mas que gosta de mulher e esta na fila de espera para tirar o p6enis fora e colocar uma vagina no lugar.
    – Espero que seja brincadeira essa parte de remover o pênis e colocar uma vagina no lugar, porque ninguém faz uma insanidade dessas! Agora então seria só cortar o pingolim fora e já está pronto.
    * Sexualidade é algo complicado de se definir pq parece não envolver somente o órgão mas a preferência, identidade e outros fatores, que não me arrisco a falar pois não faz parte do meu campo de atuação.
    – Não entendo por que é difícil definir o que é um gênero. Eu não levo em consideração a psicologia nessa hora. Eu identifico o gênero feminino pela capacidade de produzir gametas femininos e pela capacidade reprodutora, e o mesmo é o caso do masculino. Existem pessoas inférteis ou estéreis também, mas isso não representa nenhum problema pra minha noção do que é um gênero.

    • Não, ela(e) esta mudando de sexo sim. Esta na fila de cirurgia. Uma excelente filósofa por sinal!!
      Bem, a psicologia é grande parte de nós….acho que é preciso levar em conta, e claro, a qualidade de vida da pessoa e outros aspectos que deixo para os psicólogos dizerem. Isto não é algo que trato aqui no blog e deixo para eles.
      Essas discussões sociológicas são complexas e deixo para outros.
      Como cada um é responsável por si não digo nada, apenas respeito, mesmo pq nao tenho nada contra!!! kkkk

      • Rossetti

        * Não, ela(e) esta mudando de sexo sim. Esta na fila de cirurgia.
        – Se eu amputar o pênis não me torno em mulher.
        * Uma excelente filósofa por sinal!!
        – Mas aposto que quando se toca no assunto dos “gostos sexuais” a coisa muda de cena.
        * Bem, a psicologia é grande parte de nós…
        – Coisa que eu não nego.
        * Isto não é algo que trato aqui no blog
        – Mas aqui você trata de muitas coisas que posso deduzir que tu não seja um profissional na área.

      • – Se eu amputar o pênis não me torno em mulher.
        Então tem pênis te faz sentir homem? Se um pênis te faz sentir homem, uma pessoa pode dizer que uma vagina faz ela sentir uma mulher. Não foi vc que disse que sentir-se nao determina o que vc é? Bem, vc concordou que a psicologia é grande parte de nós. Se ela esta bem com ela mesmo, felicidades a menina. Se isto é pecado, ela se acerta com deus depois.😉

        – Mas aposto que quando se toca no assunto dos “gostos sexuais” a coisa muda de cena
        Porque ela deixaria de abordar filosoficamente o assunto quando se toca no gosto sexual? Sexo também se discute em filosofia…A preferência dela é mulher, sendo ela um homem ou mulher.

        – Mas aqui você trata de muitas coisas que posso deduzir que tu não seja um profissional na área.
        Trato dos aspecto biológico de muitas coisas, apenas isto. Voce nao vai me ver falando de macroeconomia, ou cubismo….
        Tratei do componente biologico no caso do sexo, assim como posso tratar da origem da vida e falar de astronomia, ou como as evidencias fósseis não justificam um relato místico. O que poderia tratar em psicologia é o aspecto genetico ou em outros casos no comportamento animal.
        Não posso dizer o que determina o sexo de uma pessoa além do aspecto biológico, orientação e a identidade da pessoa. No final, a vida é dela eu dizendo ou nao o que determina as catacterísticas sexuais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s