ESTRELA TIPO DO SOL MOSTRA COMO UM CAMPO MAGNÉTICO FOI FUNDAMENTAL PARA A VIDA NA TERRA NO SEU INÍCIO.

Uma pesquisa foi publicada no Astrophysical Journal Letter e no Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics trata das condições necessárias para a origem da vida e como são dependentes de uma variável cosmológica (expansão do universo). Entretanto, há milhares de condições que nosso planeta dependeu (e ainda depende) para que a vida surgisse, se desenvolvesse e evoluísse até nossos dias. Hoje traremos mais um ingrediente dessa “sopa vital”, também de ordem estelar, que é a relação entre o nosso Sol, suas características e nosso campo magnético.

Sem título

Há 4 bilhões de anos a vida surgiu na Terra. A vida apareceu aqui porque nosso planeta tinha uma superfície rochosa, água em estado líquido e uma atmosfera que a cobria por inteiro. Mas a vida se desenvolveu graças a outro ingrediente necessário: a presença de um campo magnético protetor. Um novo estudo sobre a estrela Kappa Ceti, que é jovem e do tipo do Sol (em tamanho, brilho e etc) mostra que um campo magnético desempenha um papel central em tornar um planeta propício à vida.

“Para ser habitável, um planeta necessita de calor, água e precisa se refugiar-se de um Sol jovem e violento”, disse o autor principal do artigo, o brasileiro Jose-Dias do Nascimento, que é do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics (CfA) e Universidade do Rio Grande do Norte (UFRN).

A estrela Kappa Ceti está localizada na constelação de Cetus a 30 anos-luz de distância e é muito similar ao nosso Sol, porém, mais jovem. O grupo pesquisou e estimou que ela tem apenas 400 a 600 milhões de anos, o que estaria de acordo com a idade estimada pelo período de rotação (uma técnica que foi desenvolvida, primeiramente, pelo astrônomo do CfA, Soren Meibom). Esta idade corresponde ao tempo de quando a vida explodiu em complexidade na Terra. Como resultado, o estudo da Kappa Ceti pode nos dá dados importantes sobre a história inicial do nosso sistema solar.

Como outras estrelas de sua idade, a Kappa Ceti é muito ativa magneticamente. Sua superfície tem muitas manchas solares gigantescas, como as do nosso Sol, só que muito maiores e muito mais numerosas. Ela também impulsiona um fluxo contínuo de plasma, ou gases ionizados, para o espaço. Os pesquisadores descobriram que esse vento estelar é 50 vezes mais forte que o vento solar do Sol.

Mas, tal vento solar tão forte iria espancar a atmosfera de qualquer planeta em zona habitável, a não ser que o planeta estivesse protegido por um campo magnético. No extremo, um planeta sem um campo magnético poderia perder a maior parte de sua atmosfera. No nosso sistema solar, o planeta Marte sofreu este evento e se tornou um planeta de quente o suficiente para perder seus oceanos para um deserto frio e seco.

Os pesquisadores modelaram um vento forte estelar de Kappa Ceti e seu efeito em uma Terra em condições jovens. O campo magnético dessa jovem Terra é esperado que tenha sido tão forte como hoje em dia ou apenas ligeiramente mais fraco. Dependendo da força, os cientistas descobriram que a região resultante dessa proteção na Terra, ou a magnetosfera, seria cerca de um terço a um quarto do que é hoje.

“A Terra primitiva não tinha tanta proteção quanto se tem hoje, mas foi o suficiente”, disse Nascimento.

A estrela Kappa Ceti também mostra evidências de “super-jatos: enormes erupções que liberam entre 10 a 100 milhões de vezes mais energia que os jatos observados do nosso Sol. Jatos que são tão energéticos que podem tirar a atmosfera de um planeta. Estudando a Kappa Ceti, os pesquisadores esperam saber qual a frequência é produzida esses super-jatos e, portanto, qual a frequência que nosso sol poderia ter irrompido em sua juventude.

Tradução: Alexandre Fernandesgraduado em física. 

.

Material Adicional

Física UFPB.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s