SEXO DESNECESSÁRIO – GENE QUE ENGATILHOU A REPRODUÇÃO ASSEXUADA É DESCOBERTO

Quando um espermatozóide e um óvulo se fundem uma nova vida começa. Este é o caso em seres humanos e em animais, mas também, a princípio, nas plantas. A equipe alemã-israelense liderada pelos biólogos Professor Ralf Reski de Freiburg e Professor Nir Ohad de Tel Aviv, descobriu um gene gatilho no musgo Physcomitrella sp que gera uma prole sem a fertilização. Os pesquisadores supõem que este mecanismo seja conservado na evolução e contém a chave para responder a questões fundamentais da biologia. O estudo foi publicado na revista Nature Plants.

Physcomitrella patens plântula musgo com uma cápsula de esporos. Crédito: Nelly Horst, Plant Biotechnology Freiburg

Physcomitrella musgo com uma cápsula de esporos. Crédito: Nelly Horst, Plant Biotechnology Freiburg

“Assim como os seres humanos e animais, musgos possuem óvulos e espermatozóides móveis. É por isso que eles são particularmente adequados para responder às perguntas fundamentais da biologia”, diz Reski. Após fusão do esperma e óvulo, uma rede de genes é ativada. Isto leva ao desenvolvimento de um embrião que se desenvolve para um novo ser vivo. Até agora não ficou claro se um interruptor genético central para esta ativação do gene existe. Em sua mais recente publicação, a equipe descreve o gene BELL1 como um regulador mestre para a formação de embriões e seu desenvolvimento em Physcomitrella. Depois que os pesquisadores ativaram este gene nas plantas por engenharia genética, os embriões desenvolveram espontaneamente em um tipo específico de célula. Estes embriões cresceram para formar esporófitos de musgo totalmente funcionais. Estas cápsulas de esporos podem até mesmo formar esporos, que cresceram em novas plantas de musgo. Assim, a equipe identificou o BELL1 como um regulador mestre para o desenvolvimento do embrião em musgos.

A proteína codificada por este gene pertence à classe dos chamados fatores de transcrição homeobox. Genes homeóticos semelhantes também estão presentes em seres humanos e animais, em que também controlam processos chave de desenvolvimento. Se um congênere de BELL1 é o principal regulador do desenvolvimento do embrião em seres humanos ainda não é conhecido. “Nossos resultados são importantes para além de musgos”, diz Reski. “Por um lado, eles podem explicar como algas desenvolveram-se em plantas terrestres e, assim, formar de nossos ecossistemas atuais. Em segundo lugar, eles podem ajudar a reviver o conceito de reguladores genéticos mestres no desenvolvimento de plantas, animais e seres humanos”.

Ohad explica: “Além disso, nossos resultados podem ajudar a modernizar a agricultura, através da criação de descendentes geneticamente idênticos a partir de plantas de alto rendimento das culturas. Em plantas com sementes tais descendentes são formados por partenogênese ou apomixia”.

Journal Reference:
1. Nelly A. Horst, Aviva Katz, Idan Pereman, Eva L. Decker, Nir Ohad, Ralf Reski.A single homeobox gene triggers phase transition, embryogenesis, and asexual reproduction.Nature Plants, January 2016 DOI: 10.1038/nplants.2015.209

Fonte: Science Daily 

10 thoughts on “SEXO DESNECESSÁRIO – GENE QUE ENGATILHOU A REPRODUÇÃO ASSEXUADA É DESCOBERTO

  1. Algumas considerações nos fazem pensar sobre isso.
    a) O processo existe ‘funcionando’ na Terra desde sua “formação”, vamos dizer, mais de 4 bilhões de anos.
    b) Pensar que isso poderia ser uma mero “acaso da natureza”, é mais burro do que pensar que um Deus Infinito poderia ser o “fazedor” da coisa.
    c) Contudo, se a Terra “foi feita habitada” desde sua formação, não seria mais fácil admitir que o homem também já pensa em “fazer um satélite” habitado? Ou seria mais fácil pensar que teria que esperar a natureza fazer isso por acaso, ou esperar que Deus viesse aqui fazer o “milagre”?
    d) Como se pode, SER EVOLUCIONISTA OU CRIACIONISTA É NADA MAIS NADA MENOS DO QUE SER CRENTE FANÁTICO.
    e) Fica uma pergunta aos cientistas cheios de PhDs: Se não foi o “acaso”, nem Deus Infinito, e muito menos o homem com certeza, QUEM FEZ A TERRA HABITADA COMO “PROJETO DO DNA”?
    E pensar que se acredita que Deus esteve aqui fazendo um boneco de barro para criar o ser-vivo! Ou pensar que de-repente, surgiu um indivíduo não se sabe como nem onde, e de lá, POR SELEÇÃO NATURAL a Terra é o que é hoje.
    Até o final do século XIX praticamente, TUDO O QUE SE SABIA ERA “ENSINADO” PELOS RELIGIOSO, hoje tudo o que se sabe é pelos cientistas com diplomas de tudo quanto é jeito, E O FATO REAL QUE OS GREGOS E CRISTO JÁ CONTESTARAM HÁ MAIS DE 2 MIL ANOS ATRÁS, É QUE DOGMAS DE FÉ É A MENTIRA TRANSFORMADA EM VERDADES. O Big Bang não é nada diferente da criação de Adão e Eva, ACREDITE QUEM QUISER.

    arioba

    • Com uma pequena diferença…a teoria do Big Bang e a teoria da Evolução possuem evidencias que as corroboram…já a estorinha fantasiosa de Adão e Eva com cobra falante sendo criados por um ser indetectável, NÃO…

      “Pensar que isso poderia ser uma mero “acaso da natureza”, é mais burro do que pensar que um Deus Infinito poderia ser o “fazedor” da coisa.”
      – R: Sendo assim…o que ou quem fez o “fazedor”?!? – Veja, na verdade, burrice é querer explicar algo com um algo que você não sabe explicar…😉

      • A lógica de acreditar num Deus que não pode ser visto e não pode ser provado cientificamente está na lógica da fé, isto é, na prova que Deus dá de si mesmo. Não fosse assim, não teria sentido acreditar em algo só porque está escrito sobre isso num livro ao qual dão origem divina. E justamente por isso, Deus, que é um ser pensante, racional, trabalha para gerar fé no coração humano, primeiro a fé mais simples, de crer que ele existe, utilizando para isso a própria lógica humana, por meio das coisas que foram criadas, patentes aos seus olhos, perceptíveis aos seus sentidos, depois a fé chamada “salvívica”, que coloca o Homem num relacionamento pessoal com ele, e a quem então se manifesta de forma pessoal, particularizada. É este tipo de relacionamento, fundamentado nesta fé, que torna as coisas divinas racionais, perceptíveis ao sentido humano. Alguém que não tenha fé pode contestar isso a vida inteira, mas jamais poderá provar sua descrença, porque a experiência de quem acredita não está ao seu alcance.

      • Como a fé, que é crença sem evidências, pode racionalizar coisas divinas? Se a lógica é acreditar em Deus e portanto não há necessidade de constatação (ou qualquer meio de verificação para se crer em uma premissa) como isto se torna factual apenas pela crença? Crença é igual a verdade? Crer torna algo real? Pensando assim qualquer pessoa que acredita em qualquer Deus, ou um relato folclórico torna-o um fato.
        Alguém que não tem fé não tem obrigação alguma de provar uma descrença, ora, o ônus da prova é de quem defende a ocorrência do evento e não de quem duvida. A duvida e o questionamento ou para minar a alegação da ocorrencia de um evento ou para reforçar as bases de uma argumento. Sempre foram as duvidas e as perguntas que moveram o mundo Ocidental, a crença em um relato de devoção apresentada como dona da verdade absoluta simplesmente acomodou os pessoas um sonho platônico vulgarizado.
        Se a experiência de quem acredita é particular, e somente ao alcance individual então pode não ser fato, mas simplesmente uma crença sem evidências, ou seja, por fé, como um falso positivo: nada diferente do cara que acha que simpatia funciona.
        A sua experiência particular não é a mesma que a de um Hindu, mas ambos creem fielmente em seu Deus. Neste sentido, não há razão alguma para crer; porque crer não justifica a si mesmo. A questão que emerge então não é o crer, mas saber de fato se Deus existe. Bem vindo ao dilema do mundo amigão!
        Crer qualquer um cre, mas demonstrar o que faz te fazer saber que o que sabe sobre a verdade de seu Deus é outra história, e a simples lógica do acreditar é muito superficial.

  2. Burrice? Pare para pensar numa coisa que mudará seu ponto de vista. Se vc diz que o acaso ou ciência ou um grande cabum de matéria disseminou o sistema mais complexo de vida que se tem conhecimento, mas não acredita em Deus como um “fazedor”. Bem, no ponto de vista que me aponto, se eu sou crente em Deus, e no final das contas Ele não existir e minha vida não levar a nada após a minha morte, eu terei vivido uma vida burra acreditando em algo que não existe, que se dane eu ter acreditado nisso ou em qualquer outra coisa, não vai acontecer nada.
    Mas por outro lado, se Você é inclinado a ver o mundo analisando logicamente com fatos, e despreza o cristianismo como burrice. Nesse caso, se na hora da sua morte vc estiver errado e realmente o “fazedor” existir, você vai pra onde?
    Prefiro viver minha vida na possibilidade de ser recompensado com a vida eterna do que, ignorar minha fé e perecer sem Deus nos últimos dias e ir para o chamado inferno.

    • Lembre-se que existem outras religiões e que mesmo sendo cristão você corre o risco de ir pro inferno, pois se o Islamismo estiver certo, você está condenado. Todos corremos os mesmos riscos.

    • kkk…Gostei do seu comentário… não tinha pensado assim… melhor se arriscar pela suposta recompensa em reconhecer a Deus e ter fé… bem… parece mesmo que ele existe… imagine apenas algo simples… nós seremos humanos precisamos de vitaminas, proteínas, sais minerais… onde encontramos? na terra!!!… uau… QUE GRANDE COINCIDÊNCIA… mas espera… de que isso me serveria?… não serveria para NADA… as proteínas e vitaminas do jeito bruto que estão na natureza… não servem… não teríamos vivido nem 1 dia… porque não serve para nosso sistema vivo… a não ser que pudéssemos transforma-las e entrega-las a nossas células vivas na forma que elas precisam… não na forma bruta que estão na natureza… OPA… ESPERA UM POUCO… é exatamente isso que temos… um sistema digestivo completo… tritura… digere o alimento.. e no intestino as proteínas, vitaminas… aquelas que você precisa… são extraídas e entregues ao seu organismo vivo, suas células vivas… exatamente do jeito que elas precisam… não mais do jeito bruto que estavam na natureza… UAU… QUE GIGANTESCA COINCIDÊNCIA… rsrs.. obra da evolução… duvido muito.. a não ser que ela tenha diploma de Engenheiro… e de faculdade de primeira linha… porque o projeto é fantástico… já leu sobre a reprodução? Como células embrionárias dão origem as outras células… para formar os órgãos e o corpo humano… simplesmente… uma OBRA PRIMA de alguém muito inteligente… ou então… ganhamos milhares de vezes seguidas na megasena do universo… kkk.. droga não consigo ganhar uma na megasena da caixa econômica… gastamos toda nossa sorte na evolução….

      • “simplesmente… uma OBRA PRIMA de alguém muito inteligente…”
        – R: Leia sobre o “nervo vago”, e explique essa “obra prima” da engenharia no ser humano, em uma girafa, ou elefante, etc…rsrs…

        “ou então… ganhamos milhares de vezes seguidas na megasena do universo…”
        – R: Bem, sobre o universo…14 bilhões de anos é muito tempo, e com certeza, nesse período de tempo, você ganharia milhares de vezes ou até mais na mega-sena!!!😉

        “droga não consigo ganhar uma na megasena da caixa econômica…”
        – R: Talvez porque não teve tempo suficiente…mas com a idade de 4,5 bilhões de anos do planeta Terra, provavelmente você conseguiria milhares de vezes também!!! (questão de logica e estatística!!) rsrsrsrs…

        “gastamos toda nossa sorte na evolução….”
        – R: Eu penso que não…os dinossauros viveram aqui por milhões de anos, e nós seres humanos não chegamos nem de perto nesse período de tempo!!

        Melhor “sorte” na próxima tentativa…

      • Caro Eduardo, tudo o que você atribui a uma criação por um ser inteligente demorou bilhões de anos para se aperfeiçoar, através de tentativa e erro. As coisas agora são como você está dizendo, mas nem sempre foram assim, elas foram se tornando assim com o passar dos milhões de anos.
        Quanto a encontrarmos elementos do nosso corpo também na terra, isso não é evidência de que o Gênesis está correto quando fala da criação do homem do pó da terra. Eu até já falei aqui uma vez que vários dos elementos que estão em nosso corpo também estão no solo marciano e no solo de outros planetas. Então eu posso bem dizer que deuses astronautas nos fizeram em Marte e nos trouxeram para a Terra.

        Muitas pessoas já ganharam na mega, ficaram milionárias. Então, por que não podemos ter ganhado na mega do universo? Qual o problema? Ganhamos sim, tanto é que estamos aqui.

    • Na verdade essa falácia não muda meu ponto de vista, apenas a reforça mais…você esta recorrendo a uma velha e refutada falácia: “a aposta de Pascal”.

      Você desconsidera TODAS as milhares de religiões diferentes da sua…e mais, fazendo essa aposta, você esta menosprezando a inteligência de sua divindade…ou seja, você acredita na sua divindade apenas por interesse!!
      (o seu ultimo paragrafo demonstra isso claramente!!)😉
      Veja o vídeo todo e entenda o porque da sua falácia ser falha:

      (se entender é claro!! rsrs…)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s