CIENTISTAS ESTIMAM 10 MIL ESPÉCIES DE MARIPOSA VIVENDO NO PARQUE NACIONAL MADIDI – BOLÍVIA.

A WCS lançou uma galeria impressionante de imagens de algumas das mariposas descobertas pela expedição científica boliviana inovadora, Identidad Madidi. Um escalonamento de 10 mil espécies de mariposas que podem viver em Parque Nacional Madidi – considerada a área protegida de maior biodiversidade do planeta. As mariposas foram encontradas nas savanas de altitude e matas ciliares da região de Apolo.

Sem título
O entomologista da expedição, Fernando Guerra Serrudo, Pesquisador Associado da coleção Faunal boliviana e do Instituto de Ecologia, disse sobre as mariposas de Madidi: “As mariposas são frequentemente muito bonitas e apresentam uma diversidade de formas e padrões de cores. Na Bolívia, várias espécies são conhecidas localmente como ‘taparaku’ e são temidas por causa da crença de que, quando elas são encontrados em uma casa isto indica que alguém nessa casa vai morrer. Na maioria dos casos, os adultos destas espécies não se alimentam e têm seu aparelho bucal muito pouco desenvolvido. O propósito de sua a vida é se reproduzir”.

A Identidad Madidi é um esforço multi-institucional para descrever espécies ainda desconhecidas e para mostrar as maravilhas do patrimônio natural extraordinário da Bolívia em casa e no exterior. A expedição começou oficialmente no dia 05 de junho de 2015 e, eventualmente, visitam 14 locais com duração de 18 meses, uma equipe de cientistas bolivianos trabalha para expandir o conhecimento existente sobre as aves de Madidi, mamíferos, répteis, anfíbios e peixes ao longo de um percurso de altitude descendente de mais de 5 mil metros (mais de 16.000 pés) a partir das montanhas dos Andes para as florestas amazônicas tropicais e savanas do norte da Bolívia.

Sem título
A primeira etapa da expedição, que terminou em agosto de 2015 descobriu uma nova rã, três prováveis novos catfish e um novo lagarto. A expedição em curso explora três locais no alto dos Andes de Madidi, especificamente dentro do vale Puina entre 3.750 metros e 5.250 metros acima do nível do mar em pastagens Yungas paramo, florestas Polylepis e a alta vegetação puna das montanhas.

Sem título

Sem título

Fonte: Phys.org

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s