ESTUDO EM GALINHAS REVELA QUE A EVOLUÇÃO PODE ACONTECER MUITO MAIS RÁPIDO DO QUE SE PENSAVA

Um novo estudo com galinhas derruba a suposição popular de que a evolução é visível apenas em longas escalas de tempo. Ao estudar individualmente galinhas que faziam parte de um pedigree de longo prazo, os cientistas liderados pelo professor Greger Larson no Laboratório de Pesquisa da Universidade de Oxford de Arqueologia, encontraram duas mutações que ocorreram nos genomas mitocondriais dos pássaros em apenas 50 anos. Durante muito tempo, os cientistas acreditam que a taxa de variação no genoma mitocondrial nunca foi mais rápida do que cerca de 2% por milhão de anos. A identificação destas mutações mostra que a taxa de evolução desta linhagem é, de fato, 15 vezes mais rápida. Além disso, por determinação das seqüências genéticas ao longo do pedigree, a equipe também descobriu uma única instância do DNA mitocondrial a ser transmitida do pai.

Uma abordagem de acoplamento selectivo no seio da população que começou em 1957 resultou em um excesso de dez vezes diferença no tamanho das galinhas. Crédito: Virginia Tech / John McCormick

Uma abordagem de acoplamento seletivo no seio de uma população que começou em 1957 resultou em um excesso de dez vezes diferença no tamanho das galinhas. Crédito: Virginia Tech / John McCormick

Esta é uma descoberta surpreendente, que mostra que a chamada “fuga paternal” não é tão rara quanto se acreditava anteriormente. O estudo está publicado na primeira versão online da revista, Biology Letters.

Usando um pedigree de 50 anos bem documentado de uma população de galinhas Plymouth Rock Branca desenvolvido na Virginia Tech pelo Professor Paul Siegel, os pesquisadores reconstruíram como o DNA mitocondrial era passado de mães para filhas dentro da população. Eles fizeram isso através da análise de DNA a partir de amostras de sangue de 12 galinhas da mesma geração utilizando as linhas maternas mais distantemente relacionadas, sabendo que a população base tinha iniciado a partir de sete linhagens parcialmente puras. Uma abordagem de acasalamento seletivo dentro da população começou em 1957, resultando no que é agora uma diferença de mais de dez vezes no tamanho das galinhas nos dois grupos, quando comparados aos 56 dias de idade.

O autor sênior Professor Larson disse: “As nossas observações revelam que a evolução está sempre se movendo rapidamente, mas nós não tendemos a vê-la porque nós normalmente a medimos durante períodos de tempo mais longos. Nosso estudo mostra que a evolução pode mover muito mais rápido a curto-prazo do que tinha acreditado a partir de estimativas baseadas em fósseis. Anteriormente, estimativas colocam a taxa de variação em um genoma mitocondrial em cerca de 2% por milhão de anos. Neste ritmo, não deveria ter sido capaz de detectar uma única mutação em apenas 50 anos, mas na verdade vimos duas.

O jornal diz que agora há evidências consideráveis de uma disparidade entre as estimativas de longo prazo e de curto prazo de alterações mitocondriais. Uma teoria apresentada em estudos recentes é que DNA mitocondrial evolui de modo ‘não neutro’, que não é um processo de purificação e seleção mutações negativas são removidos mais rapidamente, resultando na impressão de uma elevação de curto prazo nas taxas. Há poucos estudos de evolução mitocondrial a curto prazo, incluindo tanto as taxas de mutação quanto de fuga paternal. Há evidências diretas de que agora não é sempre herdado da mãe.

O principal autor do estudo Dr. Michelle Alexander, da Universidade de York, disse: “A única coisa que todos sabiam sobre mitocôndrias é que ela é quase exclusivamente passadas para baixo da linha materna, mas nós identificamos pintinhos que herdaram sua mitocôndria de seu pai, ou seja, o chamado ‘vazamento paternal’ pode acontecer em populações de aves. Ambos resultados demonstram a velocidade e o dinamismo da evolução quando observada ao longo de períodos curtos de tempo.

Journal Reference:
1. Michelle Alexander, Simon Y. W. Ho, Martyna Molak, Ross Barnett, Örjan Carlborg, Ben Dorshorst, Christa Honaker, Francois Besnier, Per Wahlberg, Keith Dobney, Paul Siegel, Leif Andersson, Greger Larson. Mitogenomic analysis of a 50-generation chicken pedigree reveals a rapid rate of mitochondrial evolution and evidence for paternal mtDNA inheritance. Biology Letters, October 2015 DOI: 10.1098/rsbl.2015.0561

Fonte: Science Daily

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s