A EVOLUÇÃO PURIFICOU MUITOS GENES DE NEANDERTAL DO GENOMA HUMANO.

Com o material genético do Neandertal encontrado em pequenas quantidades nos genomas dos seres humanos modernos, após o cruzamento, a seleção natural removeu um grande número de variantes de genes Neandertal fracamente deletérios, de acordo com um estudo de Ivan Juric e colegas da Universidade da Califórnia, e Davis na PLOS Genetics.

DNA, representação, (stock image). Crédito: © DigitalGenetics / Fotolia

DNA, representação, (stock image). Crédito: ©DigitalGenetics/Fotolia

Humanos e Neandertais se cruzaram dezenas de milhares de anos atrás, mas hoje, o DNA de Neandertal compõe apenas 1-4% dos genomas de pessoas modernas não-africanas. Para entender como os humanos modernos perderam seu material genético de Neandertal e como os humanos e os Neandertais permaneceram distintos, Juric e colegas desenvolveram um novo método para estimar a força média da seleção natural contra o material genético de Neandertal. Eles descobriram que a seleção natural removeu muitos alelos Neandertais do genoma que poderia ter tido efeitos ligeiramente negativos. Os cientistas estimam que essas variações genéticas foram capazes de persistir em Neandertais porque estes tinham um tamanho de população muito menor do que os seres humanos. Contudo, uma vez transferidos para o genoma humano, estes alelos tornaram-se sujeitos a seleção natural, o que foi mais eficaz nas populações humanas maiores e removeu estas variantes genéticas ao longo do tempo.

O estudo é uma das primeiras tentativas para quantificar a força da seleção natural contra os genes de Neandertal. Ele aumenta a compreensão de como Neandertais contribuíram com os genomas humanos (juntamente com Harris e Nielsen, Genetics 2016). Também confirma os relatórios anteriores de que os povos do Leste Asiático tinham níveis iniciais de ascendência Neandertais mais altos do que os europeus. Essas descobertas lançam nova luz sobre o papel do tamanho da população na perda ou manutenção Neanderthal e ancestralidade em seres humanos, e adiciona ao nosso entendimento mais sobre nossos parentes próximos – os Neandertais.

Do estudo, Ivan Juric diz: “Há algum tempo sabemos que humanos e Neandertais hibridizaram. Muitos europeus e asiáticos – juntamente com outras populações não-africanas – são os descendentes desses híbridos. Hibridização, muitas variantes genéticas de Neandertal foram perdidas da população humana moderna devido à seleção. Nós queremos entender melhor as causas desta perda. Nossos resultados são compatíveis com um cenário onde o genoma do Neandertal acumulou muitas variantes fracamente deletérias, porque a seleção não foi eficaz nas pequenas populações de Neandertais, que entraram na população humana após a hibridização e, uma vez na população humana maior, essas variantes deletérias foram purgadas lentamente por seleção natural.

A principal descoberta do nosso estudo é que os níveis atuais de ancestralidade Neandertal em seres humanos modernos são em parte devido a diferenças de longo prazo no tamanho da população humana e Neandertal. O tamanho da população humana tem sido historicamente muito maior, e isso é importante, uma vez que a seleção é mais eficiente na remoção de variantes deletérias em grandes populações. Portanto, uma variante fraca e deletéria que poderia persistir em Neandertais não poderia persistir em seres humanos. Pensamos nesta explicação simples, ela pode explicar o padrão de ascendência Neandertal que vemos hoje ao longo do genoma dos seres humanos modernos.

De nosso estudo, não podemos concluir que as diferenças demográficas explicam tudo. Por exemplo, genes que eram deletérios somente em híbridos humano-Neandertais poderiam ter existido, e a seleção sexual ou outras formas de seleção contra híbridos poderiam ter sido processos muito importantes durante a hibridação humano-neandertal. Ainda assim, acho fascinante pensar que se os Neandertais atingissem maiores populações na Europa, ou se as populações humanas modernas tivessem ficado mais lentas, alguns de nós hoje provavelmente carregariam uma ascendência mais Neandertal em nosso genoma”.

Jornal Referência:
Ivan Juric, Simon Aeschbacher, Graham Coop. The Strength of Selection against Neandertal IntrogressionPLOS Genetics, 2016; 12 (11): e1006340 DOI: 10.1371/journal.pgen.1006340
Harris, R. Nielsen.The Genetic Cost of Neanderthal IntrogressionGenetics, 2016; 203 (2): 881 DOI: 10.1534/genetics.116.186890

Fonte: Science Daily

Anúncios

One thought on “A EVOLUÇÃO PURIFICOU MUITOS GENES DE NEANDERTAL DO GENOMA HUMANO.

  1. Na realidade, se conta uma “história” que não foi constatada, mas apenas “imaginada”. A pergunta real é se “isso não poderia estar acontecendo hoje”? E como um “neardenthal” se “acasalaria com um humano”, para “gerar um humano diferente”? Claro que os cientistas evolucionistas não teriam respostas, porque o que eles querem é “comprovar” um doutrina evolucionista “furada”, e não de fato entender o que poderia ter acontecido.
    Então, vamos tentar contar outra história. Que a ‘evolução’ (não a Evolução) existe, ainda que sem determinar sob que critério, mas apenas alguma complexidade observada, vamos admitir que existe. Fala-se em critério, porque do ponto de vista da Vida, TANTO É EVOLUÍDA UMA BACTÉRIA COMO UM HOMEM MODERNO (o tal Adâmico), ambos têm seu próprio valor para garantir a Vida na Terra, que sequer ainda definimos direito o que seja.
    Hoje sabemos perfeitamente que o DNA é um “desenho” do organismo que circunstancialmente pode se tornar vivo (falta a ciência definir que circunstância é essa), e o “homem já pode alterar esse DNA gerando novas espécies, só que isso não é feito nem por obra de Deus Infinito, e muito menos por uma caso da seleção natura. Mas parece que coisa tão evidente, OS EVOLUCIONISTAS NÃO CONSEGUEM VER. A questão é:
    Se o homem precisa de sua inteligência para fazer isso, A NATUREZA É CAPAZ DE FAZER COMO UM RELOJOEIRO CEGO DO SR. DAWKING? Pergunta até de uma criança de jardim da infância para nossos sábios “evolucionistas” responderem. Não se critica os fatos, MAS AS INTERPRETAÇÕES E CONCLUÕES “FILOSÓFICAS” DOS MESMOS.
    arioba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s