BRANQUEAMENTO DE CORAIS MATA 70% DO MAIOR RECIFE DO JAPÃO.

O branqueamento de corais matou 70,1% do maior recife do país no final de 2016, contra 56,7% apenas alguns meses antes, segundo o Ministério do Meio Ambiente.

Brown algas cobre coral morto por branqueamento na área Sekiseishoko da Prefeitura de Okinawa nesta foto tirada em 21 de dezembro. (Fornecido pelo Ministério do Meio Ambiente).

Algas marrons cobrem o coral morto por branqueamento na área Sekiseishoko segundo a Prefeitura de Okinawa, nesta foto tirada em 21 de dezembro. (Fornecido pelo Ministério do Meio Ambiente).

Acredita-se que as temperaturas mais quentes da água do mar no verão passado causaram que o branqueamento dos corais que se espalhou para 90% do recife de Sekiseishoko segundo a prefeitura de Okinawa.

O relatório do ministério, divulgado em janeiro de 2017, foi baseado em um estudo realizado em novembro e dezembro sobre as condições em 35 pontos no recife de coral Sekiseishoko, uma área popular de mergulho cobrindo cerca de 400 quilômetros quadrados entre as ilhas de Ishigakijima e Iriomotejima.

O valor anterior de 56,7% foi baseado em uma pesquisa realizada em setembro e outubro de 2016.

O branqueamento de corais ocorre quando as temperaturas mais quentes levam a expulsão das algas que vivem simbioticamente dentro dos corais. O coral fica branco e pode morrer.

Na área de Sekiseishoko, o branqueamento generalizado de corais ocorreu em 1998 e 2007. Especialistas alertam que o fenômeno pode ocorrer com mais freqüência se o aquecimento global progredir.

Fonte: The Asahi Shimbun

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s