A VIDA MULTICELULAR FOI CAUSADA PELO MESMO GENE QUE SUPRIME O CÂNCER. (Comentado)

Os biólogos identificaram um único gene que promoveu a evolução de organismos unicelulares em multicelularidade, desacreditando teorias anteriores de que vários genes estavam em jogo. O gene retinoblastoma é também o mesmo gene defeituoso encontrado em pacientes com câncer, e que suprime tumores.

Kansas State University.

Kansas State University.

“Freios” defeituosos

Biólogos da Universidade Estadual de Kansas descobriram que um único gene chamado retinoblastoma (RB) é responsável pela evolução de organismos unicelulares em multicelulares, desbancando teorias anteriores que levaram múltiplos genes para criar vida multicelular.

Protozoários. Organismo unicelular, paramecium. Fonte: Britannica.

Protozoários. Organismo unicelular, Paramecium. Fonte: Britannica.

O mesmo gene é também conhecido por ser defeituoso em pacientes com câncer e desempenha um papel crítico na evolução para a vida multicelular. “Não só encontramos um gene crítico para a multicelularidade, como ele se revela um supressor de tumor e é muito mais fácil evoluir a multicelularidade do que se pensava.”

“O RB desempenha um papel fundamental na multiplicação celular, regulando os ciclos celulares imediatamente antes da replicação do DNA começar”, acrescenta Olson. “O câncer ocorre quando este gene é defeituoso. Em termos de ciclo celular e progressão do câncer, pense no RB como os freios em seu carro. Quando os freios estão com defeito, não há como controlar a frenagem do veículo.”

Centenas de milhões de anos consistentes

Eric Hanschen, doutorando da Universidade do Arizona e co-pesquisador, acrescenta que a multicelularidade evoluiu várias vezes de forma independente. “É sabido que as plantas, os animais e os fungos evoluíram independentemente, mas também as algas vermelhas, verdes e pardas, as algas volvocinas, alguns amebozoarios e bactérias; É um processo que aconteceu muitas, muitas vezes”, diz ele. “O resultado que encontramos com RB é intrigante porque esse caminho e esse gene são compartilhados dentre todos desses grupos multicelulares independentes, que estão separados por centenas de milhões de anos”.

Os pesquisadores compararam a alga multicelular Gonium pectoral e seu parente único unicelular Chlamydomonas reinhardtii e descobriram que o gene RB está presente em ambas as algas, apesar de pequenas diferenças no ciclo estrutural. E quando introduziram o gene RB de Gonium em Chlamydomonas, este último tornou-se multicelular.

“O Gonium é um representativo dos primeiros passos em direção à evolução de complexos organismos multicelulares, como plantas e animais”, disse Olson. “Essas descobertas têm o potencial de ajudar os cientistas a entender a origem do câncer e podem contribuir para futuras habilidades para tratar e detectar o câncer”.

Fonte: Futurism

 .

Comentários internos

Aqui no NetNature publicamos um texto falando sobre os estágios de um câncer e tratamo-os como uma repetição do processo evolutivo que deu origem a multicelularidade. O câncer pode ser visto sob a perspectiva do colapso da cooperação na base da multicelularidade. Ao longo do tempo evolutivo, as pressões de seleção na multicelularidade têm estabelecido mecanismos que suprimem os “trapaceiros” celulares. Seres multicelulares são organismos complexos e lidam com a diversidade de tipos de tecidos e células. A multicelularidade eficaz requer células em tecidos para a execução de funções específicas. Portanto, todos os passos para o estabelecimento de um câncer podem ser vistos do ponto de vista filogenético e da origem da multicelularidade.

divisão do trabalho tem sido mostrada evoluindo espontaneamente em modelos de evolução de multicelularidade (Ispolatov et al, 2012). A diferenciação que gera esses tipos de células deve ser devidamente controlada durante o desenvolvimento multicelular, e tecidos ou um aglomerado de células inadequadas são muitas vezes considerados como uma característica central de neoplasias e cânceres.

Victor Rossetti

Palavras chave: NetNature, Rossetti, Multicelularidade, Câncer, Retinoblastoma, Evolução.

Anúncios

2 thoughts on “A VIDA MULTICELULAR FOI CAUSADA PELO MESMO GENE QUE SUPRIME O CÂNCER. (Comentado)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s