HOMINÍDEOS USAVAM LANÇAS DE MADEIRA PARA AFASTAR GRANDES FELINOS

A descoberta de ossos de tigre-dente-de-sabre próximo a lanças sugere que armas foram usadas para mais do que caçar.

Sem título

Mordida grande. Os restos de tigres-dente-de-sabre, incluindo estes dentes mostrados a partir de três ângulos distintos encontrados em um sitio paleoantropológico alemão sugerem que os hominídeos usavam lanças de madeira para se defender contra ataques deste predador. J. Serangeli et al/Journal of Human Evolution 2015, Volker Minkus (foto)

Ancestrais humanos que viveram na Europa Central entre 320 e 300 mil anos atrás podem ter usado lanças de madeira para afastar temíveis carnívoros rivais tigres-dente-de-sabre.

Entre 2011 e 2013, uma equipe liderada pelo paleontólogo Jordi Serangeli da Universidade de Tübingen, na Alemanha, descobriu cinco dentes de um osso parcia da perna de dois destes predadores de cerca de 200 quilos em um local onde os pesquisadores haviam descoberto anteriormente lanças de madeira antigas. Seja qual for a espécie de hominídeo que fez essas lanças, deve ter precisavado delas para se defender contra ataques de tigres-dente-de-sabre. É o que propõe pesquisadores em um artigo publicado em outubro no Journal of Human Evolution.

Sinais limitados de desgaste nos dentes dos tigres-dente-de-sabre, a cerca de 100 metros da escavação da lança, indicam que a criatura era relativamente jovem. Cortes, arranhões e outras marcas no osso da perna de um homem adulto, encontrado em sedimentos onde estavam a lança indicam que hominídeos utilizaram o osso como um martelo para fazer ferramentas de pedra.

Escavações no mesmo local, Schöningen na Alemanha, de 1994 a 1999 encontraram peças produzidas e todas as oito lanças de madeira com pontas afiadas que poderiam ser lançadas contra alvos (SN: 3/1/97, p 134). Uma haste de madeira parcial pode ter sido um dardo e outra poderia ter sido uma lança de conveniência ou adequada apenas para esfaquear um alvo. Cavalos foram descobertos com lanças e sugerem que os hominídeos construiram elas entre 2 a 2,5 metros de comprimento para implementar-se na caçar destes animais selvagens.

Novas descobertas de fósseis indicam que os hominídeos que vivem na Europa cerca de 300.000 anos atrás rechaçou gatos dente de sabre com lanças de madeira, como estes dois. Cada lança é mostrado a partir de dois ângulos. W.H. Schoch et al / Journal of Human Evolution 2015, CS Fuchs (foto)

Projétil defensivo. Novas descobertas de fósseis indicam que os hominídeos que viveram na Europa a cerca de 300 mil anos atrás combatiam com tigres-dente-de-sabre com lanças de madeira; como estas duas. Cada lança é mostrado a partir de dois ângulos distintos. W.H. Schoch et al/Journal of Human Evolution 2015, CS Fuchs (foto)

Réplicas das lanças podem ser jogadas com precisão uma presa entre 30 a 40 metros de distância, uma distância entre um leão e a lança pode ser percorrida em poucos segundos, diz o arqueólogo John Shea de Stony Brook University, em Nova York. “Se alguém quisesse expulsar um grande carnívoro, teria sido muito mais fácil arremessar uma rocha na sua cabeça”, diz ele. Então lanças como as da Schöningen podem ter sido armas de último recurso para os hominídeos ameaçados por grandes predadores, sugere Shea.

Há indicações de que os hominídeos eram predadores com lanças e utilizaram-nas para a caça bem acontecia como outras ferramentas antigas, que tinham muitas funções (SN: 4/4/15, p. 16).

Fonte: Science News

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s