VIDA COMPLEXA PODERIA TER SURGIDO NA TERRA MAIS DE UMA VEZ.

Podemos não ser os primeiros.

Stromatolite formada por antigos microrganismos procarióticos. Imagem: totajla / Shutterstock.com

Estromatólitos formados por antigos microrganismos procarióticos. Imagem: totajla/Shutterstock.com

A vida complexa pode ter indo e vindo na Terra muito antes dos organismos multicelulares com os quais estamos familiarizados surgirem, sugere um novo estudo.

Geralmente se pensa que a evolução da vida complexa foi um evento raro, uma vez em 4,5 bilhões de anos. Mas novas pesquisas sugerem que as condições eram certas para que células complexas evoluíssem e morressem pelo menos uma vez – ou talvez várias vezes – antes que nossa linhagem começasse.

O que significa isso? Há bilhões de anos, poderia haver outras formas de vida complexas no planeta, totalmente alheias a qualquer coisa que vemos na Terra hoje.

Mas vamos voltar atrás por um segundo. A Terra existe há cerca de 4,5 bilhões de anos. Cerca de 3,7 bilhões de anos atrás, enquanto o planeta ainda estava relativamente fresco, dois dos três reinos da vida que vemos na Terra hoje – bactérias e arqueas – surgiram.

Acredita-se que esses organismos simples unicelulares sobreviveram por bilhões de anos por conta própria, até cerca de 1,75 bilhões de anos atrás, quando o terceiro reino da vida, os eucariotos, apareceu.

A árvore genealógica eucarióta abrange todos os organismos complexos do planeta, incluindo animais (que somos nós), plantas, fungos e protistas.

Ainda é debatido exatamente como eucariotas surgiram, mas a hipótese mais aceita é que uma arquea “engoliu” uma célula bacteriana, e os dois desenvolveram uma relação simbiótica que lhes permitiu trabalhar em conjunto para se tornar mais complexo.

Eventualmente, as bactérias se tornaram as mitocôndrias que vemos em nossas células hoje.

Se esse cenário é verdade ou não, os pesquisadores pensam que o evento só poderia acontecer graças ao seu timing – a razão pela qual não vimos eucariotas antes disso é porque simplesmente não havia oxigênio suficiente na nossa atmosfera ainda.

O oxigênio começou a crescer bilhões de anos atrás, graças às cianobactérias, mas levou muito tempo – até aproximadamente 1,6 bilhões de anos atrás – para chegar a níveis que eram adequados para a vida complexa. Ou, pelo menos, o que sempre pensamos.

Agora, um novo estudo da Universidade de Washington encontrou evidências de que havia bastante oxigênio na atmosfera da Terra entre 2,4 e 2 bilhões de anos atrás antes de cair novamente de repente.

Isso sugere que os ingredientes para a vida complexa estavam presentes antes da primeira evidência fóssil de eucariotas.

“Há evidências fósseis de células complexas que remontam a 1,75 bilhões de anos”, disse o astrobiólogo Roger Buick. “Mas o fóssil mais antigo não é necessariamente o mais antigo que já viveu – porque as chances de ficar preservado como um fóssil são bastante baixas”.

“Esta pesquisa mostra que havia bastante oxigênio no ambiente para ter permitido que as células complexas tivessem evoluído, e ter tornado ecologicamente importante, antes que houvesse a evidência fóssil,” ele adicionou. “Isso não significa que eles fizeram – mas eles poderiam ter”.

Esse último ponto é muito importante – precisamos deixar claro que ninguém encontrou evidências fósseis ou de DNA dessa vida complexa anterior.

O que a equipe está dizendo é que os ingredientes estavam lá para que tivessem evoluído centenas de milhões de anos antes do primeiro eucariota, mas ainda não temos certeza se isso realmente aconteceu.

Então por que essa vida hipotética não teria sobrevivido até hoje se evoluísse? A pesquisa mostra que embora houvesse uma “bolha” adiantada do oxigênio na atmosfera, ela decaiu logo depois, que provavelmente teriam dizimado as formas de vida de fora.

Para descobrir isso, a equipe analisou vestígios do elemento químico selênio preso em pedaços de xisto sedimentar datando entre 2,4 e 2 bilhões de anos atrás.

Eles estavam olhando para ver se o selênio tinha sido alterado pela presença de oxigênio, ou oxidado – uma reação que deixa uma assinatura na proporção dos isótopos de selênio armazenados nas rochas.

Tradicionalmente, foi assumido que o oxigênio na Terra tinha uma história de “nenhum, então alguns, então muitos”, disse Buick.

“Mas o que parece agora é que houve um período de um quarto de bilhão de anos, aproximadamente, onde o oxigênio veio bastante alto e depois afundou novamente”.

Não teria sido tempo suficiente para a vida complexa se diversificar e conquistar o planeta, mas é possível que alguns organismos complexos pudessem ter surgido antes de morrer novamente quando o oxigênio caiu.

No passado, os pesquisadores haviam predito que esse aumento precoce do oxigênio – conhecido como “excesso de oxigênio” – poderia ter ocorrido, mas esta é a primeira vez que foi estudado em detalhes.

A mesma técnica também poderia ser usada um dia para medir os níveis históricos de oxigênio em planetas semelhantes à Terra fora do nosso Sistema Solar, como forma de avaliar se eles poderiam ter hospedado a vida.

Então, o que fez com que os níveis de oxigênio da Terra subissem no início, apenas para bater novamente?

“Essa é a questão do milhão de dólares”, disse uma das pesquisadoras, Eva Stüeken, da Universidade de St. Andrews, na Escócia. “Não se sabe por que aconteceu, e por que terminou.”

“É um momento sem precedentes na história da Terra”, acrescentou Buick. “Se você olhar para o registro de isótopos de selênio através do tempo, é um intervalo único. Se você olhar antes e depois, tudo é diferente.”

Podemos nunca saber ao certo se a vida complexa se originou e morreu antes dos primeiros eucariotos, mas é interessante notar que as condições que pavimentaram o caminho para a vida complexa na Terra podem não ser tão raras ou únicas como pensávamos anteriormente.

A pesquisa foi publicada em Proceedings of the National Academy of Sciences.

Fonte: Science Alert

2 thoughts on “VIDA COMPLEXA PODERIA TER SURGIDO NA TERRA MAIS DE UMA VEZ.

  1. “O Dr. D’Arquea (o médico peruano das “pedras desenhadas”) sustenta que havia um “humanidade” na época dos dinossauros (em torno de 60 mi de anos).”
    – R: Aaaaahhhh…as pedras de Ica do Sr. Cabrera….
    Então, ele sustenta essa ideia tola com base em pedras desenhadas que já provaram ser tão velhas quanto as roupas de D. Pedro I que esta no museu do Ipiranga…que triste não?

    “As feições deles eram parecidas com os moares da Ilha da Páscoa”
    – R: E isso prova o que mesmo??

    “as pirâmides que os cientistas “revelaram” serem túmulos dos Faraós (haja bobagem nisso)”
    – R: Bem, geralmente algo que possua um sarcófago dentro costuma ser um…como é mesmo o nome? (não…usina não…elas não tem sarcófagos dentro…)

    “eram “usinas de energia” captada do Universo (como usamos os ventos, o calor etc.).”
    – R: É só ir até o Cairo pra verificar que eles não tem problema nenhum com energia né?!? hehehehehehe
    Faz o seguinte Sr. Ariovaldo, ponha uma lâmpada de 60W no topo da pirâmide e vamos ver se ela acende? Faço questão de pagar a passagem para fazermos esse experimento!! KKKKKKKKKK

    “Contudo, parece que bobagens como “Eram os deuses astronautas” dão mais ibope”
    – R: Contudo…de bobagens você entende mesmo…

    • “Mais sustentável é a ficção científica de imbecis como Daniken, que sustentam que por aqui andaram “deuses astronauta”, não é sr.Marcelo?”
      – R: São farinha do mesmo saco. O Sr. Daniken mesmo falou sobre essas pedras…a ‘pseudoteoria’ dele esta no mesmo patamar do que essas pedras.

      “As pedras estão lá para serem estudadas, ONDE ESTÁ UM ÚNICO DEUS ASTRONAUTA, senhor evolucionista de araque?”
      – R: As pedras já foram estudadas e são recentes, feitas por índios para ganhar dinheiro de turistas. Isso já foi comprovado, e até mesmo confessado pelos índios locais. Sinto muito por ser eu a pessoa a desmontar seu mundo magico de conto de fadas. 🙂

      “As pirâmides estão aí para serem analisadas”
      – R: E já foram…e não tem nada de magico nelas. Sorry…

      “e o que os cientistas concluem é que foram obras dos Faraós para seus túmulos”
      – R: Geralmente em ‘túmulos’ contem ‘sarcófagos’…que é exatamente o que foi encontrado em TODAS elas. Então…você apenas só quer acreditar em coisas magicas…é isso.

      ” e sequer explicam como, a não ser as idiotices de filmes de como “escravos fizeram””
      – R: No Egito antigo não tinha escravos. É o que a arqueologia e a historia demonstram. Hoje sabe-se que as pirâmides foram feitas pelos próprios povos locais. Pesquise…(NÃO em livros do Daniken, Robert Charroux, AA, ou History, etc…rsrsrsrs…)

      “e sequer explicam como hoje com nossa tecnologia disponível, poderiam ser feitas”
      – R: Sim, hoje em dia podemos fazer pirâmides, até melhores que essas…mas diga-me: Qual o intuito de empilhar pedras?? (para povos antigos poderia ser um belo monumento para demonstrar sua superioridade…mas hoje??? Qual seria??)

      “Mas evolucionistas imbecis como o senhor podem “entender” que foram “deuses astronautas” que fizeram.”
      – R: Posso lhe garantir com extrema margem de precisão que nenhum ‘evolucionista’ acredita em seres invisíveis mágicos, Adão e Eva, espíritos, deuses astronautas, etc…Isso é coisa de pessoas que confundem automóveis com seres vivos! 🙂

      “As estátuas de Páscoa estão ai desafiando os nossos cientistas”
      – R: São estatuas de pedra…nada mais…não tem desafio nenhum pra ciência em se fazer estatuetas de pedra. Pare de se impressionar com programas do HIstory…rsrs…

      “que os idiotas evolucionistas explicam com “deuses astronautas”.
      – R: Nunca vi um ‘evolucionista’ explicando que pirâmides e estatuas da ilha da pascoa foram feitas por ‘deuses astronautas’!! (por acaso você acha que o canal History Chanel é um periódico cientifico???) 🙂

      “e vai por aí afora suas estultices típicas de evolucionista fanáticos, sr. Marcelo.”
      – R: Conte-nos mais sobre o tal homem adâmico e a existência de espíritos e almas!! KKKKKKK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s