GONA, ETIÓPIA: NOVO ESQUELETO PARCIAL DE Ardipithecus ramidus DE 4,8 A 4,3 MILHÕES DE ANOS.

Análises funcionais pós-cranianas do homininio Ardipithecus ramidus de 4,4 milhões de anos revelou um padrão locomotor previamente desconhecido e imprevisível, combinando o trepar arbóreo e uma forma de bipedalidade terrestre. 

Até hoje, todas as evidências fósseis de Ardipithecus ramidus para a locomoção foi coletada da área de Aramis do Projeto de Pesquisa Middle Awash na Etiópia. Aqui, apresentamos os resultados de uma análise do início do Plioceno. Os fósseis de Ardipithecus ramidus da área de estudo do Projeto Gona, Etiópia, incluem um esqueleto parcial, mas informativo, parcial (GWM67/P2) e restos manuais isolados adicionais. Enquanto reforçamos as interpretações funcionais originais de Ardipithecus ramidus de ter uma adaptação locomotora mista de bipedalidade terrestre e trepar arbóreo, ampliamos nossa compreensão da natureza de seu padrão locomotor documentando melhor a função do quadril, tornozelo e pé. Os fósseis recentemente recuperados documentam uma maior adaptação à bipedalidade no Ardipithecus ramidus no tornozelo e hálux do que anteriormente reconhecido. Além disso, um osso escafóide recém-descoberto com uma fusão dos centrais fornece mais evidências sobre a natureza da evolução da mão hominina.

Fonte: University College London

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s