NETNATURE EP 008 – COACERVADOS RESISTEM A CONDIÇÕES ADVERSAS E SINALIZA CAMINHO DE ORIGEM DAS PROTOCÉLULAS NA TERRA PRIMITIVA

Um estudo recente publicado na Nature Communications demonstrou que os compartimentos sem membrana, conhecidos como coacervados se formam, desaparecem e se reformam de maneiras previsíveis por meio de vários ciclos de desidratação e reidratação. 

Esses ciclos eram provavelmente condições bastante comuns durante o desenvolvimento inicial da vida na Terra e poderiam ser uma força motriz para reações importantes para a evolução da vida. Coacervados seriam, então, bons modelos para um passo potencial na evolução inicial das células.

Nesse artigo os pesquisadores analisaram o comportamento de coacervados diante de alterações nas concentrações de reagentes da solução e alterando ciclos úmidos e secos. Quando as condições físico-químicas estavam favoráveis formavam-se naturalmente os coacervados, contendo concentrações mais altas dos polímeros do que a solução circundante. Quando havia desidratação os coacervados sumiam e quando havia reidratação os coacervados voltavam a se formar.

Os pesquisadores buscaram compreender como esses compartimentos coacervados complexos respondem as variações do clima na Terra primitiva e como poderiam comportar o RNA mantendo, ou não, sua integridade.

Siga o canal no YouTube, ative o sininho para receber notificações, de o seu Like e Compartilhe o vídeo abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s