NEANDERTAIS EM UM BARCO.

As lâminas Mousterianas, um tipo clássico da ferramenta Neanderthal, foram escavadas em um sitio arqueológico de Stelida, na ilha grega de Naxos perto da universidade de McMaster.

Estas pontas de agulha Mousteriana, um tipo de ferramenta Neanderthal clássico, foram escavadas do sítio arqueológico Stelida na ilha grega de Naxos por uma equipe co-dirigida por Tristan Carter da Universidade McMaster. O local de Stelida é crítico a resolver uma controvérsia principal sobre se Neanderthals e outros hominins eram capazes de voyaging pelo mar. (PROJETO ARQUEOLÓGICO DE STELIDA NAXOS)

Estas lâminas Mousterianas, um tipo de ferramenta Neanderthal clássica, foram escavadas do sítio arqueológico Stelida na ilha grega de Naxos por uma equipe co-dirigida por Tristan Carter da Universidade McMaster. O sítio de Stelida é crítico a resolver uma das  principais controvérsias sobre se Neanderthais e outros hominíneos eram capazes de viajar pelo mar. (Projeto Arqueológico de Stellida Naxos)

Houve uma crença de longo-data que as primeiras pessoas a colonizar esta região particular foram os primeiros agricultores que chegaram de barco cerca de 9 mil anos atrás. Esses artefatos implicam algo muito diferente, pois eles poderiam ter 250 mil anos de idade. Segundo o arqueólogo, Tristan Carter, co-diretor, que comentou sobre estes artefatos:

“As ferramentas de pedra que estavam encontrando no local não se pareciam com as ferramentas líticas que tinham sido encontradas antes em sítios pré-históricos nas Ilhas Cíclades”.

A cultura Mousteriana é do Paleolítico. E essas cabeças de lança fornecem evidências de que os seres humanos chegaram às ilhas do Mar Egeu um quarto de milhão de anos atrás ou talvez mais cedo. Se confirmado, significa que as primeiras pessoas em Naxos eram Neandertais, ou seus prováveis ancestrais, Homo heidelbergensis ou talvez mesmo Homo erectus. Mas como chegaram lá? Poderiam estes arcaicos hominídeos ter viajado de barco?

Nunca antes havíamos considerado Neandertais como homens do mar, muito menos as populações ainda mais primitivas. Agora devemos considerar essa possibilidade. Isso não deve ser surpreendente, porque nós temos Neandertais entalhando símbolos em cavernas, pintando seus corpos com pigmento, criando instrumentos musicais e jóias, e intencionalmente enterrando seus mortos – todas as práticas pensadas como sendo exclusivamente de seres humanos modernos.

Carter está confiando em um método conhecido como luminescência óptica estimulada. Ao contrário da datação por radiocarbono, a luminescência opticamente estimulada funciona em depósitos de solos extremamente antigos, mas leva meses para processar. Os primeiros resultados de laboratório datam alguns dos artefatos de Stelida há pelo menos 50 mil anos. Mas a equipe ainda está aguardando pelos resultados das camadas mais baixas do sítio, até onde as ferramentas pré-Neandertais foram encontradas.

Para alguns, esta descoberta, bem como um artigo de 2012 no Journal of Archaeological Science que encontrou lanças semelhantes nas ilhas de Zakynthos, Lefkada e Kefalonia são evidências claras de que as origens da navegação no Mediterrâneo começou bem antes do Homo sapiens. Outros, no entanto, contestam que outros lugares como Flores possam ter sido um pequeno salto do continente, sugerindo que poucos passeios casuais na Indonésia e agora no Egeu não são evidências de viagens marítimas deliberadas e estabelecidas.

Fonte: Anthropology

Anúncios

One thought on “NEANDERTAIS EM UM BARCO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s