Filed under Genética

COMO AS AS BACTÉRIAS ADQUIREM RESISTÊNCIA AOS ANTIBIÓTICOS.

Os agentes patogênicos Gram-negativo tornam-se insensíveis a antibióticos quando adquirem genes de resistência de enterobacterias, que vivem no solo. O processo ocorre graças a uma transferência de gene chamado carry back, descoberto graças a um novo estudo realizado na Dinamarca. A resistência aos antibióticos é um problema crescente em todo o mundo: existem cepas de bactérias que … Continue lendo

O DNA NA TERRA SIGNIFICA QUE PODEMOS DETECTAR SERES HUMANOS ANTIGOS, MESMO SEM FÓSSEIS.

Temos uma surpreendente nova maneira de estudar os nossos ancestrais ​​humanos precoce: procurando o seu DNA em sedimentos antigos em locais como cavernas.  Uma equipe de pesquisadores descobriu o DNA de Neandertais e Denisovanos em alguns dos locais onde eles viveram. “Eu acho que mostramos convincentemente que essas seqüências são autênticas”, diz a autora principal … Continue lendo

GÊMEOS IDÊNTICOS, CÉLULAS-TRONCO NÃO-TÃO IDÊNTICAS ASSIM.

Cientistas e colaboradores da Salk lançaram luz sobre uma longa questão sobre o que leva à variação das células-tronco ao comparar as células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs), derivadas de gêmeos idênticos. Mesmo iPSCs produzidas a partir de células de gêmeos, eles descobriram, têm diferenças importantes, sugerindo que nem todas as variações entre as linhas iPSC está … Continue lendo

COMO VERTEBRADOS GANHARAM SUAS ESTRUTURAS ÓSSEAS – QUESTÕES EMBRIOLÓGICAS E EVOLUTIVAS DO PROCESSO.

Os vertebrados surgiram a cerca de 525 milhões de anos durante a “explosão cambriana”. O registro mais antigo de um vertebrado, conhecido no registro fóssil é a Myllokunmingia (Holland, 2005), além da antiga Haikouichthys ercaicunensis. Ao contrário da fauna que dominava o Cambriano, esses grupos tinham em seu plano básico corporal uma notocorda, vértebras rudimentares, … Continue lendo

EVOLUÇÃO NÃO É SINÔNIMO DE ACASO – CABEÇA VAZIA, OFICINA DO CRIACIONISMO.

Não é possível defender a tese de que a evolução seja sinônimo de acaso. As pessoas que usam a palavra acaso (ausência de causa) como sinônimo de evolução biológica certamente não compreendem o significado de “acaso”, aleatoriedade e evolução biológica. Admitimos que existem componentes aleatórios que ocorrem dentro de processos biológicos e evolucionários, assim como … Continue lendo

MACROEVOLUÇÃO: EXEMPLOS E EVIDÊNCIAS.

Em homenagem ao aniversário de Darwin, aqui está uma resposta a mais uma afirmação não apoiada por criacionistas e defensores do Design Inteligente, que afirmam (sem evidências) que, embora a microevolução possa acontecer, não há evidências de macroevolução. A distinção entre microevolução – os mecanismos pelos quais a evolução ocorreu – e macroevolução – o … Continue lendo

A PREVALÊNCIA DA HOMOSSEXUALIDADE NOS HOMENS É ESTÁVEL AO LONGO DO TEMPO UMA VEZ QUE MUITOS CARREGAM OS GENES. (Comentado)

Cerca de metade de todos os homens e mulheres heterossexuais possuem potencialmente os chamados genes de homossexualidade que são passados de uma geração para outra. Isso ajudou a homossexualidade a estar presente entre os humanos ao longo da história e em todas as culturas, mesmo que os homens homossexuais normalmente não tenham muitos descendentes que … Continue lendo

OS CIENTISTAS OBSERVARAM MEMÓRIAS EPIGENÉTICAS SENDO TRANSMITIDAS POR 14 GERAÇÕES.

O conjunto mais importante de instruções genéticas que todos obtivemos vem do nosso DNA, transmitido por gerações. Mas o ambiente em que vivemos também pode fazer mudanças genéticas.  Os pesquisadores descobriram agora que esses tipos de mudanças genéticas ambientais podem ser  transmitidas por 14 gerações  em um animal – a maior extensão já observada em uma criatura, neste caso sendo uma dinastia de  nematóides de  C. … Continue lendo